Zverev opera o tornozelo após lesão grave em Roland Garros: 'voltarei mais forte do que nunca'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Zverev se lesionou gravemente em Roland Garros (Christophe ARCHAMBAULT / AFP)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


Depois de torcer o tornozelo durante a semifinal de Roland Garros contra Rafael Nadal, na última sexta-feira, o tenista alemão Alexander Zverev passou por cirurgia nesta terça-feira. Ele teve três ligamentos rompidos e já iniciou a reabilitação. Zverev agradeceu às mensagens de apoio que tem recebido, em publicação no seu instagram.

CAMPO NEUTRO: Alegria para Nadal, agonia para a Ucrânia

- Todos nós temos nossa própria jornada na vida. Isso faz parte da minha. Na próxima semana vou chegar ao topo da carreira como número 2 do mundo, mas esta manhã tive que passar por uma cirurgia. Após um exame mais aprofundado na Alemanha, recebemos a confirmação de que todos os três ligamentos laterais do meu tornozelo direito estavam rompidos.

- Para voltar à competição o mais rápido possível, garantir que todos os ligamentos se curem adequadamente e recuperar a estabilidade total do meu tornozelo, a cirurgia foi a melhor escolha. Minha reabilitação começa agora e farei de tudo para voltar mais forte do que nunca! Continuo a receber tantas mensagens e gostaria de agradecer a todos mais uma vez por me apoiarem durante um período tão difícil - disse o alemão que não estabeleceu nenhum prazo de volta.

Zverev era o número 3 do ranking até o início de Roland Garros. Porém, ele irá ultrapassar o russo Daniil Medvedev a partir da próxima atualização do ranking da ATP, que ocorre na segunda-feira, devido ao bom desempenho que teve em Roland Garros, e assumir o número 2 do ranking mundial.

De acordo com a imprensa especializada em tênis (mas não confirmadas por Zverev e seu estafe), o tenista deverá ficar de seis a oito semanas fora do circuito, o que o fará perder os últimos Grand Slans do ano - Wimbledon e US Open.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos