Zahavi, Kardec, Gabriel Pires... Botafogo 'namora' com alvos e deve agitar janela de transferências

Botafogo se movimenta no mercado de transferências (Foto: Divulgação)


A janela de transferências do meio do ano começa apenas no dia 18 do próximo mês, mas o Botafogo já se movimenta para reforçar o elenco. Como John Textor havia sinalizado, as contratações entre julho e agosto prometem ser as principais da temporada alvinegra. Assim, a diretoria busca confirmar um acerto com Zahavi, mas também procurou Alan Kardec como alternativa para a posição. Na lateral, a expectativa é pela vinda de Marçal, ex-Wolverhampton (ING), enquanto no meio Gabriel Pires ainda é uma interrogação.

Desde março, o Botafogo manifesta o desejo pela contratação de Zahavi. O centroavante já acenou positivamente para o projeto da SAF alvinegra e as conversas evoluíram após contraproposta, mas o jogador ainda não acertou com o clube, pois espera um aval da família. A torcida e John Textor fazem campanha pela vinda do israelense nas redes sociais, mas o Tel Aviv Maccabi (IL) também tenta o jogador. Na última quarta, um amigo de Eran deu indícios de que o Brasil pode ser o próximo destino do ex-PSV (HOL).

+ LANCE! faz balanço dos reforços do Botafogo; time chega a dez jogos com a comissão de Luís Castro

Assim como na questão de Zahavi, a diretoria do Botafogo vê a contratação de Fernando Marçal com otimismo. O Wolverhampton (ING) confirmou a saída do jogador, que agora está livre para acertar com o Glorioso.

Por outro lado, a situação de Gabriel Pires é um pouco mais complexa. O jogador, que está emprestado junto ao Al-Gharafa, do Catar, pode ser comprado pelo clube árabe no fim do vínculo, que se encerra no dia 30 de junho. Caso o negócio não se concretize, o Benfica mantém o interesse de transferir o meia e está disposto a renegociar o valor da compra para liberá-lo.

+ Veja e simule a tabela do Brasileirão

Alan Kardec é uma novidade entre os possíveis reforços. Na última quinta-feira, o Botafogo procurou o staff do jogador para avaliar a situação do centroavante, que está sem clube desde que saiu do chinês Shenzhen. Desde então, o atleta está morando em sua residência no Rio de Janeiro e tem a preferência por ficar no país, embora esteja sendo sondado por outros clubes. Contudo, a contratação seria um "plano B" para o caso de Zahavi não fechar com o Alvinegro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos