'Xodó' de Del Piero, bom passe e destaque em título do Benfica: quem é Gabriel Pires, reforço do Botafogo

Gabriel Pires em ação pelo Botafogo (Foto: Divulgação/Benfica)


O namoro tem tudo para virar casamento. A sondagem que começou em janeiro ainda na primeira janela deve virar em contratação em agosto: Gabriel Pires está a caminho do Botafogo. O jogador de 28 anos tem acordo encaminhado com o Alvinegro.

+ Botafogo encaminha a contratação de Gabriel Pires, do Benfica

O meio-campista vai retornar ao futebol brasileiro após mais de dez anos. Com passagem pela base do Vasco, ele foi revelado profissionalmente pelo Resende em 2011. Foi no Gigante do Vale que a carreira, marcada quase toda no futebol europeu, deslanchou.

No Carioca de 2011, Gabriel, que acabara de subir da base, foi colocado para marcar Ronaldinho, então a grande contratação do Flamengo no ano. O Resende perdeu o jogo, mas o craque pouco criou. A atuação chamou a atenção da Juventus-ITA, que investiu 2 milhões de euros no garoto de então 17 anos.

Na Velha Senhora, Gabriel teve conversas com Alessandro Del Piero, um dos maiores ídolos da história da Juventus. Apesar da transferência, o brasileiro pouco atuou por lá, tendo sido emprestado para clubes de divisões inferiores da Itália.

- Em um dos primeiros trabalhos lá estava conversando com ele (Del Piero), que tinha uns 34 anos na época. Ele perguntou: "Quantos anos você tem?". Eu disse 17 e ele respondeu: "Você tem idade pra quase ser meu filho, estou ficando velho mesmo" - recordou Gabriel em entrevista à "ESPN".

DESTAQUE NO BENFICA
Gabriel apareceu, de fato, para o futebol internacional em uma passagem de sucesso no Leganés-ESP entre 2015 e 2018, mas ganhou notoriedade no Benfica. Ele foi importante na equipe comandada por Bruno Lage - que foi liderada por João Félix, atualmente no Atlético Madrid-ESP.

+ Ao L!, Eduardo Paes diz que está aberto aos planos do Botafogo de modernização do Nilton Santos

- Gabriel chegou em 2018 e fez uma boa primeira temporada, logo sendo campeão (português). Aí vieram algumas lesões, mas o Benfica mesmo assim optou por renovar com ele pelo bom desempenho inicial. Com o Jorge Jesus perdeu espaço e até jogou mais recuado, à frente da defesa, mas foi emprestado para o Qatar logo depois - afirmou Nuno Martins, setorista do Benfica no jornal "Record", ao LANCE!.

Gabriel Pires foi praticamente titular absoluto nas temporadas 2018/19 e 2019/20, mas perdeu espaço com Jorge Jesus em 2020/21. Apesar de ter participado de 32 jogos e ter entrado nas principais partidas dos Encarnados, foi deixado fora dos planos pelo técnico ex-Flamengo e emprestado ao Al-Gharafa.

- É um jogador de boa visão e bom passe, no entanto falta um pouco mais de intensidade e velocidade, talvez tenham sido essas características que levaram o Benfica a dispensá-lo ao Qatar e que não levaram a entrar nos planos do novo treinador (Roger Schmidt), que tem um modelo ofensivo de pressão alta e o Gabriel talvez não se encaixasse nesse estilo de jogo - completou Nuno.

Gabriel teve, em média por jogo, 40.2 passes certos (85% de aproveitamento), 4 bolas longas (65%) 1.6 interceptação, 1.4 desarme e 58% dos duelos ganhos na Liga Portugal de 2020/21. Por outro lado, foi driblado 1.3 vezes por partida e cometeu 4 erros que se tornaram finalizações do time adversário. Os dados são do "SofaScore".