Wimbledon será multado por excluir tenistas russos e bielorrussos

WTA vai multar os organizadores de Wimbedon em quase um milhão de dólares por não permitir a participação de tenistas russos e bielorrussos. Foto: David Goddard/Getty Images
WTA vai multar os organizadores de Wimbedon em quase um milhão de dólares por não permitir a participação de tenistas russos e bielorrussos. Foto: David Goddard/Getty Images

Enquanto todos os olhos estão voltados para Wimbledon, que já está na reta final, más notícias chegam ao Grand Slam britânico. Conforme relatado pelo jornal Daily Mail, a Associação de Tênis Feminino (WTA) vai ordenar uma multa de quase um milhão de dólares por não permitir a participação de tenistas russos e bielorrussos.

Antes do início do torneio, as autoridades do All England Lawn Tennis and Croquet Club (AELTCC) proibiram a participação de tenistas dos dois países, que sofrem as consequências da guerra entre Rússia e Ucrânia.

Leia também:

No entanto, a ATP considerou a decisão injusta e ordenou que o Grand Slam britânico não concedesse pontos no ranking e fosse um torneio apenas de exibição.

Mas a WTA decidiu ir além e aplicar duas multas. A primeira é para o AELTCC, de 207 mil libras esterlinas. E a segunda é para a Lawn Tennis Association (LTA) -a federação britânica de tênis-, por 620 mil libras.

É claro que a raiva explodiu em ambas as entidades devido aos números exuberantes que deveriam pagar. Essa raiva também foi sentida pelo governo britânico, que apoiará fortemente a AELTCC e a LTA.

A notícia das autoridades não tardou a chegar. "Está sujeito a processo legal, então não posso comentar especificamente, mas o que vou dizer é que mantemos a decisão que tomamos ", disse Sally Bolton, executiva-chefe de Wimbledon.

Ambas as entidades tentarão recorrer dessas multas. No entanto, parece que a WTA tentará permitir que eles recorram apenas quando pagarem a multa. Agora haverá uma briga legal entre as autoridades britânicas e a WTA para ver como cada um pode se defender.

Daniel Medvedev, número um do mundo, Andrey Rublev (8º) e Aryna Sabalenka (6º no ranking feminino) são alguns dos nomes que mais se destacam dos que ficaram fora do Grand Slam jogado na grama.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos