Willian desabafa e culpa ameaças por rescisão com o Corinthians

Willian disse que o clima hostil da torcida com sua família pesou para decisão de deixar o clube do coração.
Willian disse que o clima hostil da torcida com sua família pesou para decisão de deixar o clube do coração. Foto: (Alexandre Schneider/Getty Images)

Sem conseguir render o desempenho que a torcida do Corinthians esperava, o meia-atacante Willian deixa o clube de Itaquera antes do fim do seu contrato para retornar ao futebol da Europa, mas a razão pelo 'adeus' antecipado vai além do que ele fez dentro das quatro linhas.

Willian relatou que sua família sofria recentes ameaças, através de mensagens enviadas por torcedores do alvinegro, e que o clima se tornou insustentável: "Os motivos da minha saída são as ameaças que sofri, principalmente minha família. As ameaças nunca pararam. Sempre que o Corinthians perdia e se às vezes eu não estava bem no jogo, minha família recebia ameaça, xingamentos nas redes sociais. Minha esposa, minhas filhas, depois de um tempo começaram também atacar meu pai, minha irmã".

Leia também:

Ciente da pressão que receberia em seu retorno, Willian disse que estava com muita vontade de jogar no Corinthians, mas teve sua parte mental e emocional abalada por causa das ameaças: "Quando voltei ao Brasil, voltei com muita vontade de jogar pelo Corinthians, sabia da pressão, da cobrança, das críticas que iria receber, mas não vim ao Brasil para ser ameaçado, para ter minha família ameaçada a cada jogo que perdia ou se eu não fizesse um bom jogo. Esse é o principal motivo. Sei que não são todos os torcedores, sei que é a minoria, mas ela acaba causando um impacto muito grande e um dano mental, principalmente nas minhas filhas. Emocionalmente isso afeta bastante".

Contratado em setembro do ano passado, Willian disputou 45 jogos pelo Corinthians e marcou apenas um gol. Sofrendo com lesões, o camisa 10 perdeu partidas decisivas, o que aumentou a pressão para cima dele. Seu destino deve ser o Fulham, da Inglaterra, clube para qual Andreas Pereira, ex-Flamengo, também se transferiu.