Willian, do Corinthians, registra novo boletim de ocorrência por ameaças nas redes sociais

Willian mais uma vez foi vítima de ameaças virtuais (Foto: Rodrigo Coca/Ag.Corinthians)


Nesta quarta-feira (1), antes do treino no CT Joaquim Grava, Willian, do Corinthians, registrou um Boletim de Ocorrência no Departamento de Operações Policiais Estratégicas (DOPE), órgão de execução da Polícia Civil, por conta de ameaças que ele e sua família sofreram nas redes sociais na última terça-feira (31). A informação foi divulgada pelo GE e confirmada pelo LANCE!.

> GALERIA - Veja os garotos da base que tiveram chances com VP

Após o empate por 1 a 1 com o América-MG, pelo Brasileirão, onde o camisa 10 começou como titular mas saiu no primeiro tempo com um trauma no tornozelo direito, a esposa do meia-atacante usou as redes sociais para expor mensagens de torcedores do clube alvinegro que usaram tom de ameaça para cobrar Willian.

O delegado César Saad cuidará do caso e será o responsável por encontrar os autores das mensagens. Em uma delas, um torcedor identificado como "raphaoriginal" diz as seguintes palavras:

- Corinthians é tiro, é bandido, facada, time de favela, de bagunça! Não é essa p**** que tá aí não, cambada de marica! Ou joga por amor ou joga por terror! Já vai tarde, tem que ser homem em dobro para vestir nossa camisa, c.... - escreveu um dos torcedores.

Em seu Twitter e no aplicativo Universo SCCP, o Corinthians emitiu um comunicado repudiando as ameaças sofridas pelo atleta e seus familiares, e disse apoiar a decisão do camisa 10 em registrar a denuncia.

- O Sport Club Corinthians Paulista repudia as novas ameaças sofridas pelo meia Willian e familiares. O clube apoia o atleta na decisão de formalizar a denúncia, identificar e punir os responsáveis e reforça a necessidade da luta por um - escreveu o Timão.

Esta não é a primeira vez na temporada em que Willian e seus familiares recebem ameaças virtuais. Há cerca de dois meses atrás, após a derrota por 2 a 0 contra o Always Ready-BOL, na rodada inaugural da fase de grupos da Libertadores, torcedores uniformizados foram até a porta do CT Joaquim Grava em tom de protesto e alguns membros chegaram a ter a entrada autorizada para conversar com jogadores, integrantes da comissão técnica e diretoria.

Entre os atletas, os mais experientes foram os principais alvos de reclamação. No entanto, o problema maior foi com ações isoladas de alguns perfis de redes sociais ameaçando os jogadores e os seus familiares. No caso de Willian, a sua filha recebeu mensagens de ódio nas redes, e o atleta registrou um Boletim de Ocorrência.

> TABELA - Confira e simule os jogos do Campeonato Brasileiro

O ambiente hostil e violento do futebol brasileiro afeta o jogador e sua família. A situação vem deixando Willian e pessoas próximas ao jogador cada vez mais incomodadas e inseguras, e Willian tem interesse em sair do Timão para retornar ao Velho Continente, segundo apurado pelo LANCE!.

Porém, ele tem contrato com o clube alvinegro até dezembro de 2023 e até o momento, segundo apurado pela reportagem, nenhuma proposta oficial chegou para a diretoria do Timão, que não pretende se desfazer do atleta.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos