Wanderlei Silva anuncia aposentadoria do MMA

Wanderlei Silva anunciou a aposentadoria aos 48 anos. Foto: Dave Kotinsky/Getty Images for Bellator MMA
Wanderlei Silva anunciou a aposentadoria aos 48 anos. Foto: Dave Kotinsky/Getty Images for Bellator MMA

Wanderlei Silva anunciou sua aposentadoria do MMA e agora vai se dedicar a carreira do filho Thor Silva, de 19 anos, que está se preparando para uma estreia no MMA amador no Brasil.

“The Axe Murderer”, ex-campeão do PRIDE FC e lenda do esporte cuja carreira remonta aos dias de vale-tudo no Brasil, anunciou no episódio desta semana do podcast em português Trocação Franca do MMA Fighting que se “aposentou oficialmente” do MMA. Silva disse que a única chance de lutar novamente será no boxe.

Leia também:

Agora, além de sua campanha política em andamento, Silva disse que está focado em ajudar seu filho primogênito a iniciar sua própria carreira de lutador.

“Só quem tem filhos sabe como é vê-los lutar”, disse Silva ao MMA Fighting. “Esse sentimento é completamente diferente, mas é muito emocionante porque sabemos como é e tudo o que pode acontecer em uma luta. Eu sei onde ele pode chegar, já passei por tudo isso e sei que o que realmente conta é o trabalho duro. Você pode ser filho de [alguém importante] ou ter tanto dinheiro quanto você tem, mas trabalho duro e treinamento é o que conta lá, e graças a Deus ele já se comportou como um profissional”, explicou.

O veterano de 48 anos termina sua carreira com um recorde de 35-14-1 mais um no contest. Sua longa lista de vítimas notáveis ​​inclui Michael Bisping, Dan Henderson, Kazushi Sakuraba (três vezes), Quinton Jackson (duas vezes), Ricardo Arona e Keith Jardine.

Thor deve enfrentar o também calouro peso galo Paulo Rangel no Fight Music Show 2, um evento de artes marciais marcado para 25 de setembro em um estádio de 45.000 lugares em sua cidade natal Curitiba. Thor admitiu que a pressão de ser filho de uma lenda do MMA existe “um pouco”, mas também tem muitos aspectos positivos.

“Ele fica mais nervoso do que eu”, disse Thor sobre seu pai, relembrando suas vitórias passadas em kickboxing amador e lutas de boxe no Brasil.

Silva disse que acredita que seu filho vai nocautear Paulo Rangel porque as “mãos de Thor são muito boas”, mas ele não ficará surpreso se Thor estrangular seu oponente com um triângulo. No final, Silva aconselhou o filho que “ganhar é mais importante do que qualquer outra coisa”.

Quanto aos seus planos de fazer a transição para o MMA profissional, Thor ainda quer competir em torneios de jiu-jitsu e mais lutas de boxe antes de tomar a decisão. E quando esse momento chegar, ele pode escolher o antigo reduto de seu pai no Japão como seu destino.