De virada, Santos vence o Corinthians pelo Paulista Sub-20

Jogadores do Santos comemoram gol na virada sobre o Corinthians no Sub-20 (Foto: Divulgação/Santos)


O Santos venceu novamente o Corinthians pela terceira fase do Campeonato Paulista Sub-20. Na Vila Belmiro, em Santos (SP), o Peixe superou o rival da capital em 2 a 1, com gols de Weslley Patati e Derick. Com o resultado, o Alvinegro Praiano segue na segunda colocação de seu grupo, atrás apenas do Desportivo Brasil, mas agora com nove pontos conquistados.

Os Meninos da Vila voltam a campo na próxima quarta-feira (14), para confronto fora de casa contra o Desportivo Brasil, no CT da equipe adversária, em Porto Feliz (SP). A partida vale pela quinta e penúltima rodada desta terceira fase do Paulistão Sub-20.

O jogo

Com cinco minutos, o Santos já ameaçou pela primeira vez a meta adversária. Após bola levantada na área, a defesa corintiana tentou afastar, mas não conseguiu. Fernandinho recuperou a bola e tabelou com Kevyson, pela esquerda. Mesmo de longe, o camisa 11 arriscou batida colocada que buscava o ângulo esquerdo. A bola, no entanto, parou em defesa segura de Kauê.

Aos 13 minutos, Ivonei recebeu a bola pela entrada da área e observou o goleiro corintiano avançado. A finalização colocada ia encobrindo Kauê, mas o arqueiro se esticou e, com um toque de leve, desviou a bola sobre o travessão, em escanteio.

Após a cobrança pela direita, a defesa rival afastou a bola, mas ela acabou sobrando nos pés de Ivonei, pela esquerda. Em novo cruzamento, o camisa 10 encontrou Hyan chegando na primeira trave. De primeira, o camisa 5 chegou finalizando, mas carimbou a trave esquerda.

Cinco minutos depois, após tentativa equivocada de inversão do Corinthians, pelo meio, a bola parou nos pés de Weslley Patati, que partiu em velocidade na direção do gol. Ao chegar à entrada da área ele tentou chutar forte, mas a bola subiu demais e saiu em tiro de meta.

Já no minuto seguinte, o árbitro Márcio Mattos dos Santos assinalou pênalti para o Corinthians após toque da bola no braço de Derick. O camisa 8, Matheus Araújo, bateu firme no canto inferior esquerdo, sem chances de defesa para Edu Araujo.

Após a saída de bola, o Peixe já se lançou ao ataque e Weslley Patati encontrou Ivonei pelo meio. Da entrada da área, ele bateu colocado para buscar o ângulo direito, mas mandou para fora, fazendo a bola sair a poucos centímetros do travessão.

Com 25 minutos jogados, o Peixe chegou em velocidade pela esquerda e a bola parou em Ivonei, mais uma vez na entrada da área. A tentativa de finalização do camisa 10 foi bloqueada pela defesa, mas no rebote a bola ficou com Enzo Monteiro. O camisa 9 chegou chutando com muita força, mas parou em grande defesa de Kauê, em seu ângulo direito.

Aos 29, o Peixe construiu sua melhor chance de marcar até então. Hyan recebeu pela intermediária ofensiva e tabelou com Enzo Monteiro até entrar na grande área. Ao tentar bater cruzado, o camisa 5 fez a bola “tirar tinta” da trave esquerda, antes de sair pela linha de fundo.

Já com 35 minutos jogados, o Peixe empatou o placar com um golaço de Weslley Patati. Ele recebeu bela inversão de Ivonei pela direita do ataque, dominou com a perna esquerda já tirando de seu marcador e, de primeira, bateu colocado no canto direito, sem chances de defesa a Kauê.

No lance seguinte, por muito pouco Fernandinho não virou o placar para o Santos. Na saída de bola adversária, o camisa 11 venceu a disputa com seu marcador e ficou livre para ir em direção ao gol. Da meia lua da grande área, ele tentou tirar do goleiro, mas mandou para fora.

Já na segunda etapa, o Peixe manteve a postura ofensiva e partiu para o ataque ainda no primeiro minuto de jogo. Weslley Patati avançou em velocidade pela direita, fintou seu marcador e cruzou para o segundo pau, onde chegava Fernandinho. Pressionado pela marcação, o camisa 11 tentou completar para o gol, mas mandou para fora.

E foi com 13 minutos que o Santos virou o jogo na Vila Belmiro. Após cobrança de escanteio de Ivonei, pela direita, a bola chegou com precisão à cabeça do zagueiro, Derick. O capitão santista subiu mais que seus marcadores para escorar com firmeza para o fundo das redes, colocando o Santos à frente no placar.

Já na reta final da segunda etapa, aos 42, Nycollas Lopo invadiu a área pela direita, tirou de seu marcador e arriscou finalização rasteira, buscando o canto inferior direito. Sem muita força, a bola ficou nas mãos do goleiro Kauê.

FICHA TÉCNICA

SANTOS FC 2 X 1 CORINTHIANS

Local: Estádio Urbano Caldeira (Vila Belmiro), em Santos (SP)
Data: domingo, 11 de setembro de 2022
Horário: 15h
Árbitro: Márcio Mattos dos Santos
Assistentes: Igor César Bertozzi e Marcelo de Jesus dos Santos
Cartão Amarelo: (SCCP) Pedro e Vitor Meer; (SFC) Cadu, Enzo Monteiro e Rafael Moreira
Cartão Vermelho: (SCCP) Vitor Meer
Gols: (SFC) Weslley Patati, aos 35′ do 1ºT e Derick, aos 13′ do 2ºT; (SCCP) Matheus Araújo (de pênalti), aos 20′ do 1ºT
Santos FC: Edu Araujo; Cadu, Derick, Jair (Zabala) e Kevyson (Pedrinho); Hyan (Miguelito), Balão e Ivonei (Rafael Moreira); Weslley Patati (Nycollas Lopo), Fernandinho e Enzo Monteiro (Victor Michell). Técnico: Orlando Ribeiro
Corinthians: Kauê; Renato, João Pedro (Alemão), Murillo e Vitor Meer; Zé Vitor (Breno Bidon), Matheus Araújo e Pedrinho; Kayke (Wesley), Pedro (Higor) e Felipe Augusto. Técnico: Danilo Andrade