De virada e com um a mais, Atlético-GO vence o Juventude pelo Brasileirão

Fernando Alves/ECJuventude


O Atlético-GO venceu de virada o Juventude pelo placar de 3 a 1, no estádio Antônio Acciolly, em Goiânia, em partida válida pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A. O Verdão abriu o marcador na primeira etapa, gol de Rodrigo Soares. No segundo tempo, Willian Matheus, do Juventude, foi expulso logo aos 5 minutos e jogo virou totalmente. Airton empatou, aos 13, e Wellington Rato, aos 17, virou a partida. Aos 40, Léo Pereira fez o terceiro e sacramentou a vitória do Dragão.

>Aplicativo de resultados do LANCE! está disponível na versão iOS

Na próxima rodada do Brasileirão, o Atlético-GO enfrenta o Ceará, no Castelão, em Fortaleza. Já o Juventude pega o São Paulo, no Morumbi, que fica na capital paulista. Ambas as partidas serão realizadas no dia 26 de junho.

PRIMEIRO TEMPO
ATLÉTICO-GO TOMA INICIATIVA, MAS QUEM ASSUSTA É O JUVENTUDE

Jogando em casa, o Atlético-GO começou a partida indo para cima do Juventude, mas sem conseguir levar muito perigo ao gol do time gaúcho. A resposta do Juventude veio em duas boas chegadas com Willian Matheus e Óscar Ruiz, aos 12 e 14 minutos, respectivamente. Aliás, a finalização de Ruiz acertou a trave do goleiro Ronaldo, do Dragão.

JUVENTUDE ABRE O PLACAR
Pressionado e assustado pela bola que tomou na trave, o Atlético-GO até tentou reagir; mas a blitz do Juventude surtiu efeito e o gol saiu. Aos 22 minutos, após cruzamento, a bola sobrou para Rodrigo Soares. O lateral pegou de primeira e inaugurou o placar: 1 a 0 para o Verdão.

DRAGÃO VAI PARA CIMA, CONSEGUE PÊNALTI, MAS DESPERDIÇA
Após o gol, o Atlético-GO se lançou ao ataque atrás do gol de empate e começou a pressionar o Juventude, que se segurava como podia. Aos 34, o Dragão conseguiu um pênalti, que só foi confirmado após revisão do VAR. Marlon Freitas foi para bola e bateu, mas o goleiro César defendeu.

SEGUNDO TEMPO
DEFENSOR DO JUVENTUDE É EXPULSO

A etapa complementar começou com uma forte dividida entre Willian Matheus, do Juventude, e Marlon Freitas, do Atlético-GO. Após revisão do VAR, o árbitro interpretou que Willian Matheus entrou de forma imprudente e acabou sendo expulso, aos 5 minutos.

ATLÉTICO-GO PERDE CHANCES
O Atlético-GO aproveitou a vantagem de um homem a mais e criou duas boas oportunidades, aos 8 e 9 minutos, mas Wellington Rato não conseguiu aproveitar e perdeu as duas chances criadas.

PRESSÃO SURTIU EFEITO E DRAGÃO EMPATA O JOGO
Após uma pressão total do Atlético-GO, o gol, finalmente, saiu. Aos 13 minutos, Marlon Freitas recebeu dentro da área e deu um passe açucarado para Airton, que finalizou muito bem para empatar: 1 a 1.

ATLÉTICO-GO VIRA O JOGO
Após o gol, o Atlético-GO continuou martelando atrás da virada. O goleiro César, do Juventude, até conseguiu atrasar a virada fazendo uma boa defesa em finalização de Churín. Só que aos 17, ele não evitou o segundo do time goiano. Após cruzamento pelo lado esquerdo, Wellington Rato desviou e a bola entrou no cantinho entre o goleiro César e a trave: 2 a 1 para o Dragão.

DRAGÃO PERDE VÁRIAS CHANCES DE MATAR O JOGO
O Juventude até tentou reagir, mas sucumbiu diante do enorme volume de jogo do Atlético-GO e se limitou a defender para evitar o terceiro gol. O Dragão enfileirou chances e chegou a acertar a trave duas vezes (Marlon Freitas e Jorginho).

ATLÉTICO-GO MATA O JOGO
O Atlético-GO não queira mesmo dar sopa para o azar e permaneceu martelando atrás do terceiro gol. A pressão deu resultado e o gol saiu. Airton fez uma jogadaça e passou para o meio da área, Léo Pereira bateu e guardou: 3 a 1 para o Dragão e vitória sacramentada.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos