Villani declara estar 'p***' por não ir ao Qatar para transmissão da Copa do Mundo

Faltam apenas quatro dias para o início da Copa do Mundo de 2022 e o narrador Gustavo Vilani, do grupo Globo, realizará a transmissão dos jogos nos estúdios da emissora no Brasil. A situação deixou o funcionário chateado com a situação.

Em entrevista ao canal Duda Garbi, o narrador afirmou estar "puto" com o fato de não viajar para o Qatar. Villani também não participou da cobertura da emissora in loco na Copa de 2018, realizada na Rússia.

- Eu vivo dos meus sonhos, tá? Dos meus projetos pessoais, não vivo apenas do planejamento que a empresa tem para mim. É importante eu sonhar. Por que eu estou decepcionado por não ir ao Qatar? Porque, pra mim, ao não ir para 2018, era uma pretensão ir para 2022. No meu íntimo, com os meus sonhos, na minha conversa de quem narrou a final de 2014, e que ia narrar o Brasil em 2018, eu tô puto - declarou o narrador.

Contudo, Villani afirmou que entende o lado da emissora em optar por mantê-lo em território nacional. Segundo a informação do próprio narrador, a emissora vai produzir 2/3 da transmissão no Brasil.

- Agora: estou puto com a Globo? Não, eu entendo, eu tenho discernimento, teve uma pandemia, o câmbio explodiu. É uma Copa cara. O Cléber Machado não vai para a Copa. Ficaremos aqui dividindo os melhores jogos a serem feitos do Brasil, está tudo bem - ponderou.

A Globo levará apenas Galvão Bueno e Luis Roberto para as narrações in loco das transmissões da Copa do Mundo. O torneio mundial estreia neste domingo com a partida entre Qatar e Equador, marcada para às 13h, no Estádio Al Bayt.

- Eu não posso achar que eu estou à frente da obviedade. Os caras merecem estar lá. Eu acho que eu merecia, mas eu não vou por causa da Globo, é um contexto - finalizou.