No auge da pandemia e com hospitais em colapso, Bolsonaro imita pessoa com falta de ar para atacar Mandetta

Durante o pior momento da pandemia do novo coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) simulou uma pessoa com falta de ar para atacar o seu ex-ministro da Saúde, Henrique Mandetta. A "imitação" vem num momento em que o sistema de saúde em todo o país sofre com superlotação de UTIs e até falta de medicamentos necessários para intubação com oxigênio.