Ministro da Saúde diz que 'Copa América não é evento de grandes proporções' e defende jogos

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, explicou a motivação pela qual o Governo Federal autorizou a realização da Copa América no Brasil, nesta terça-feira. Presente na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia, o médico disse que não vê o evento que reúne cerca de 2 mil pessoas como de "Grande porte". Sendo assim, seguindo os protocolos já existentes ao futebol nacional, não há riscos de sediar as partidas.