Menino que morou 13 anos na rua vira massagista do CRB: “Hoje posso construir a minha vida”

O menino que morou 13 anos na rua hoje trabalha no CRB como massagista. Alexandre da Silva Santos, o Cajuru, deixou a própria casa aos cinco anos de idade porque vivia em um ambiente difícil. Sem renda e sem a possibilidade de conseguir uma, teve de batalhar no meio de outros tantos meninos de rua.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos