Massa afirma não sentir falta da F1 e minimiza privilégios de Schumacher

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Em 2006, momentos após vencer o GP Brasil, Felipe Massa deu um forte abraço em Michael Schumacher, que, naquele domingo, 22 de outubro, despedia-se da Ferrari. Sorridente, o brasileiro ainda apontou para o alemão e ergueu o dedo indicador, sinalizando que o então companheiro era o número um das pistas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos