Inglaterra tem seleção e atleta mais valiosos da Copa do Mundo

Em busca do primeiro título importante desde o Mundial de 1966, a Inglaterra chega para a disputa da Copa do Mundo de 2022, no Qatar, como a seleção mais valiosa entre as 32 que disputarão o torneio. Além disso, o English Team tem o atleta mais caro entre os 832 selecionados: o volante Jude Bellingham, que atua pelo Borussia Dortmund, da Alemanha.

Os números são do CIES Observatory Football, plataforma internacional especializada em dados esportivos, que se baseia no desempenho dos atletas, idade, carreira e outros critérios técnicos e também de poder midiático. Assim, o estudo apontou que o valor da seleção inglesa às vésperas da Copa é de 1,49 bilhão de euros (R$ 8,38 bilhões, na cotação atual).

Seleção com mais títulos mundiais, com cinco conquistas, o Brasil está na segunda colocação, valendo 1,45 bilhão de euros (R$ 8,16 bilhões, na cotação atual). Já a França, atual campeã, vem na sequência com o valor de 1,33 bilhão de euros (R$ 7,48 bilhões, na cotação atual).

Com apenas 19 anos, o volante inglês é o único convocado pelo técnico Gareth Southgate que não atua no seu país natal. Desde o segundo semestre de 2020, o atleta defende o Borussia Dortmund, da Alemanha, que lapidou o atleta, que fez toda a sua base pelo Birmingham City, desde os 8 anos de idade, e se profissionalizou com 16 - sendo o mais jovem a entrar em campo e também a marcar um gol com a camisa dos Blues.

De acordo com o estudo, Jude Bellingham vale 202 milhões de euros (R$ 1,1 bilhão, na cotação atual). Sozinho, o atleta é mais caro do que 12 das 32 seleções que disputarão a Copa do Mundo, entre elas o Irã, adversário da Inglaterra na estreia do Mundial, na próxima segunda-feira (21) - que vale 53 milhões de euros (R$ 298,1 milhões, na cotação atual) - e o País de Gales, que também está no grupo B - e custa 181 milhões de euros (R$ 1 bilhão, na cotação atual).

Desde a sua primeira temporada no BVB, Jude cavou o seu espaço, jogando 46 partidas, sendo 33 como titular, marcando quatro gols e dando quatro assistências. Mas foi na temporada passada que o meio-campista se fixou de vez como grande joia do futebol mundial. O atleta esteve em campo em 44 oportunidades, marcou seis gols e deu 14 passes diretos para os seus companheiros marcarem.

E se o garoto mostrava ser um volante garçom, neste ano ele desandou também a marcar gols. Em 22 jogos disputados, ele já foi às redes nove vezes e deu três assistências, participando de 30% dos tentos anotados pelo Dortmund.

OUTROS JOGADORES INGLESES

Jude Bellingham é seguido pelo brasieiro Vinicius Jr., do Real Madrid, da Espanha, como atleta mais valioso da Copa, pelo CIES Observatory Football. Logo depois vem outro inglês: Phil Foden, meia-atacante do Manchester City, da Inglaterra.

Foden estaria valendo 199 milhões de euros (R$ 1,1 bilhão, na cotação atual), mais do que 10 seleções inteiras da Copa, o que também inclui Irã e País de Gales.

No ‘Top 20’ tem outro jogador do English Team: Bukayo Saka, do Arsenal, na 12ª colocação, valendo 110 milhões de euros (R$ 618,7 milhões, na cotação atual). E, ainda assim, o atleta dos Gunners é, sozinho, mais valioso do que seis seleções, entre elas o Irã.