As escolas de samba do Rio ligadas a clubes de futebol

Adiado por conta da pandemia da covid-19, o desfile das escolas de samba do Rio de Janeiro ocorre nesta semana. Na Marquês de Sapucaí desfilam as agremiações do Grupo Especial e Série Ouro, mas é na estrada Intendente Magalhães que se apresentam as escolas ligadas aos clubes de futebol do Estado. Ao todo, são seis agremiações relacionadas aos quatro grandes do Rio, sendo três do Flamengo, uma do Fluminense, uma do Botafogo e uma do Vasco da Gama.

Ao contrário de São Paulo, que tem escolas de samba ligadas ao futebol há vários anos, as agremiações do Rio ligadas aos clubes são novas. A Fla Manguaça, por exemplo, estreia este ano no Carnaval, no Grupo de Avaliação. A torcida organizada ligada ao Flamengo desfila no dia 21 de abril, com o enredo: 'Sou Resistência! Sou da Pele Preta! Sou Voz da Favela que não se Cala! Muito prazer, sou Fla Manguaça!'. A apresentação será desenvolvida pelo carnavalesco Amarildo de Mello.

Na semana seguinte, desfilam as outras duas escolas ligadas ao Flamengo. No dia 29 de abril, na Série Prata, se apresenta a Raça Rubro-Negra, que também estreia, com o enredo 'Aquarela Brasileira', uma reedição do Império Serrano de 1964, que será desenvolvida pelo carnavalesco Jorge Knnawer. Dois dias depois, é a vez da Imperadores Rubro-Negros, escola fundada em 2019, que disputa o Grupo B - Livres, e levará esse ano para a Intendente Magalhães o enredo 'Olelé, Olelé: uma Herança do Continente Africano', do carnavalesco Sandro Rauly.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos