Conmebol é branda com casos de racismo na Libertadores | Alexandre Praetzel

Três casos de racismo recentes de torcedores aconteceram na Libertadores 2022 contra torcidas de clubes brasileiros: River Plate x Fortaleza, Corinthians x Boca Juniors e Emelec x Palmeiras. O regulamento da Libertadores prevê uma sanção de pelo menos 30 mil dólares por caso de racismo, mas é pouco. Os clubes precisam perder pontos. Veja análise no vídeo acima.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos