COI acompanha acusações de corrupção no Rio 2016

O presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, garantiu que acompanha de perto as denúncias sobre a suposta compra de votos para eleger o Rio de Janeiro como sede das Olimpíadas de 2016.