CBF é processada após compra de mais de 5 mil unidades de 'spray de barreira'

A CBF está sendo processada pela empresa Spuni, fabricante do spray utilizado por juízes para a marcação do limite das barreiras nas cobranças de falta, após a entidade voltar a utilizar o produto nas competições que organiza nesta temporada.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos