Após saída, Wright discorda de reformulação da CBF

Nesta segunda-feira (25), a CBF anunciou a demissão de dez membros da comissão de arbitragem da entidade. Um dos dispensados, José Roberto Wright mostrou contrariedade com a decisão tomada por Wilson Seneme, presidente da pasta na qual o ex-árbitro atuava na área de projetos.

Em entrevista ao 'O GLOBO', Wright afirmou que o trabalho do setor era bem consistente. Além disso, explicou que não recebeu maiores detalhes sobre o seu desligamento.

- Não deram muitas explicações. Ele (Seneme) foi muito incisivo. Não tinha por que demitir, a comissão era consistente e acho que essa mudança radical é estranha - contou o ex-árbitro.

Ao mesmo tempo em que elogiou o projeto que vinha sendo tocado na CBF, Wright criticou a postura daqueles que conduzem as partidas dentro de campo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos