Verstappen pede silêncio sobre gastos excessivos da Red Bull

Verstappen engrossou discurso de Christian Horner sobre os gastos da Red Bull. Foto: Mark Thompson/Getty Images
Verstappen engrossou discurso de Christian Horner sobre os gastos da Red Bull. Foto: Mark Thompson/Getty Images

A equipe Red Bull está sob suspeita da FIA por ultrapassar o teto de gastos em 2021. A Aston Martin também faz parte desse boato. Ambos, no olho do furacão, porque não podiam ultrapassar os gastos de 145 milhões de dólares no ano passado. Max Verstappen pareceu incomodado com o assunto no final de semana do GP de Cingapura.

"Sei de onde vem, então para mim está tudo bem. Naturalmente há outras equipes que começaram a falar sem ter informação, o que me parece um pouco bobo", analisou o líder do campeonato mundial em comunicado ao 'The-Race'. "Mantenham a boca fechada", seguiu Verstappen.

Leia também:

O holandês não quer mais especulações até que seja comprovado se isso realmente aconteceu ou não. E Christian Horner, chefe da equipe, tem certeza absoluta de que eles não têm nada a esconder. "Tenho absoluta confiança na nossa apresentação", afirma.

O chefão da escuderia seguiu explicando que está tranquilo pois a equipe tem seus processos. "Passou por um processo. Foi em março, quando foi totalmente assinado pelos nossos auditores, que obviamente são dos grandes. E acreditamos que estamos confortavelmente dentro do limite", sustentou.

"A FIA está acompanhando o processo deles", explica. "Esperamos esta semana ouvir, não apenas nós, mas todas as equipes, o resultado desse processo", acrescentou Horner.

Ele agora olha para as investigações e também para os regulamentos. “Trata-se de todo um novo conjunto de regras que são muito complicadas e se aplicam a empresas com diferentes estruturas, diferentes formulações e, claro, regulamentos”, assume.