Venda de Kaiky é a oitava maior da história do Santos

Kaiky foi vendido pelo Santos ao Almeria, da Espanha (Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC)


A venda do zagueiro Kaiky ao Almeria, da Espanha, é a oitava maior venda da história do Santos. Nesta segunda-feira (11), o Peixe acertou a venda do defensor por 7 milhões de euros (cerca de R$ 37,5 milhões) ao futebol espanhol. O clube ainda poderá ter lucro se o jogador cumprir metas na Espanha.

Um dos garotos mais novos a marcar gol na Libertadores, o zagueiro chegou ao Santos com oito anos de idade, para atuar no futsal. Aos 10 anos, foi transferido para o campo e integrado à categoria sub-11. Kaiky teve sua primeira oportunidade na equipe profissional em 2021, na estreia do Campeonato Paulista com o técnico Ariel Holan.

Em 2021 se firmou como titular absoluto da zaga santista, ao todo ele possui 55 jogos e 2 gols marcados. Ele é o jogador da base com avaliação mais positiva por outros grandes clubes da Europa. Além disso, o zagueiro acumula convocações para a Seleção Brasileira de base e atuando, inclusive, como capitão.

A maior venda da história do Peixe é o negócio que levou Rodrygo para o Real Madrid (Espanha). O atacante foi negociado com os espanhóis em junho de 2018 por 45 milhões de euros (R$ 193 milhões, na cotação da época), mas defendeu o Santos até meio de 2019. Na sequência está o negócio que fez Gabriel Barbosa deixar o Santos para jogar na Internazionale (Itália), por R$ 100 milhões.

Quem completa o pódio é Neymar com uma transferência muito polêmica. O craque deixou o clube em 2013, por R$ 72 milhões, mas Santos e Barcelona (Espanha) travaram uma grande batalha na justiça depois disso. Em julho de 2020, o Peixe perdeu uma ação que movia no TAS (Tribunal Arbitral do Esporte) contra o espanhóis.

O Santos pedia 61 milhões de Euros (cerca de R$ 368 milhões) de indenização pela transferência sob a alegação de que os pagamentos ao pai do jogador deveriam ser repassados ao clube.

Na sequência vem Robinho (Real Madrid), Thiago Maia (Lille), Geuvânio (Tianjin Quanjian), Lucas Veríssimo (Benfica), agora Kaiky (Almeria), Diego (Porto), Danilo (Porto) e Alex (Chelsea). Outros negócio significativos na história do clube envolvem Paulo Henrique Ganso, Felipe Anderson e Bruno Henrique, todos na faixa dos R$ 23 milhões.

Confira as maiores vendas da história do Santos (em reais):

Rodrygo (Real Madrid) – R$ 193 milhões
Gabriel Barbosa (Internazionale) – R$ 100 milhões
Neymar (Barcelona) – R$ 72 milhões
Robinho (Real Madrid) – R$ 71 milhões
Thiago Maia (Lille) – R$ 51 milhões
Geuvânio (Tianjin Quanjian) – R$ 48 milhões
Lucas Veríssimo (Benfica) – R$ 41 milhões
Kaiky (Almeria) - R$ 37,5 milhões
Diego (Porto) – R$ 29 milhões
Danilo (Porto) – R$ 28,7 milhões
Alex (Chelsea) – R$ 25 milhões

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos