Velejadores Olímpicos estrelam barcos mais modernos do país na 49ª Semana Internacional de Vela de Ilhabela

Aline Bassi / Balaio de Ideias


Grandes nomes da Vela do Brasil e barcos dos mais modernos do continente estarão na disputa pelo título da principal categoria da 49ª Semana Internacional de Vela de Ilhabela, das maiores competições de Vela de Oceano da América do Sul, que será realizada entre os dias 23 e 30 de julho com realização do Yacht Club de Ilhabela em parceria com a Prefeitura Municipal de Ilhabela. Cerca de mil velejadores estarão na disputa.

Incorporado à flotilha brasileira no início deste ano e Campeão Brasileiro na classe ORC, a principal de Vela de Oceano do país, o veleiro Crioula 52, do Veleiros do Sul, de Porto Alegre (RS), será comandado por Eduardo Plass, mas terá o medalhista de Bronze Pan-Americano em Lima 2019, Samuel Albrecht, como tático. Ele esteve em três Olimpíadas em Pequim 2008, na Rio 2016 e em Tóquio, ano passado e é um dos principais nomes do modelo TP-52 que é um dos mais velozes do país. Albrecht vem confiante após o vice-campeonato Mundial na classe no último mês em Porto Cervo, na Itália, e terá a companhia de Alexandre Rosa que esteve ao seu lado na disputa em outro veleiro argentino. Além deles, o barco contará com a expertise do argentino Guillermo Baquerizas, técnico do TP 52 Azurra, e Guilherme Hamelmann como proeiro.

Na disputa com o barco estará o veleiro paulista Phoenix, modelo Botim 44, comandado pelo experiente Eduardo Souza Ramos, que também tem no currículo participação olímpica e traz no barco nomes como o niteroiense Marco Grael, que participou das últimas Olimpíadas no Japão e é filho de Torben Grael, além do catarinense André Fonseca, o Bochecha, com três participações olímpicas em 2000, 2004 e 2008 e ainda a famosa The Ocean Race, a Regata de Volta ao Mundo.

O TP-52 passou por reforma estética recentemente e espera usar pelo menos dois dias para treinos com a tripulação em busca de entrosamento para a Semana de Vela de Ilhabela. "Velejamos pouco esse ano, o barco passou por reforma mais estética. Nossa agenda é corrida. A ideia é tentar treinar nos dias anteriores, na sexta e sábado", aponta Albrecht que não vê seu barco como favorito destacado para ganhar o título: "A Semana de Vela é uma caixinha de surpresas, tudo pode acontecer. Pode acontecer dias de muito vento que tornam as regatas difíceis, ou outros dias que o vento para. É uma competição traiçoeira e precisamos ficar atentos. Nossos barcos são modernos, o meu e o Botim 44 do Eduardo Souza Ramos velejam muito à frente, isso pode ser bom ou até ruim dependendo das condições. Temos uma flotilha diversificada. O Katara, da Argentina, os barcos Soto 40, os Felci que medem muito bem e são aptos a ganharem regatas, o Ventaneiro é competitivo e tem um bom rating. Muitos podem surpreender. Será um campeonato nos detalhes e bem disputado".

O Crioula 52 destaca a rivalidade saudável que tem com o Phoenix e a importância de dois barcos desse porte na raia. Será apenas a segunda vez que os dois grandes barcos vão se encontrar em eventos no Brasil. Na única ocasião, na Copa Mitsubishi, no mês passado, o Phoenix levou a melhor: "Nós do Crioula 52 nos espelhamos no Botim 44 do Phoenix, temos sim uma disputa, se não tivesse o Phoenix talvez não fosse tão animado, olhamos para eles buscando performance. O mais importante é que a rivalidade é só na água, depois das regatas todos confraternizam".

André Fonseca será o tático do Phoenix e aponta o entrosamento da tripulação que já veleja junta há cerca de um ano. A edição 2021 da Semana Internacional de Vela de Ilhabela foi a estreia deles: "O TP 52 é maior que o nosso, anda mais, mas o nosso é bastante veloz, estamos muito felizes. Estamos velejando juntos há um ano com algumas alterações, vamos nos adaptando. É um objetivo de atingir durante o ano com um grupo bem unido e trabalhador. O barco performa bem, depende de nós irmos bem e se conseguirmos alcançar com a equipe seremos bem competitivos", disse o catarinense.

A equipe do Phoenix, baseada no Iate Clube de Santos, está confirmada e terá ainda Ricardo Costa, Alex Marin, Adonis Moreira, Nacho Giammona, Roberto Paradeda, Sérgio Rocha, Caio Sena, Gabriel Capitani e Henrique Gomes

"Todos estão acostumados com a SIVI, já estão bem adaptados, é questão de saber como executar na hora , uma ou outra decisão que saía errado. Por conhecer o local todos terminam errando menos. Quem consegue tirar a melhor velocidade diante das manobras no momento termina vitorioso pois todos conhecem os caminhos. A SIVI é sempre um grande evento, famílias vão assistir. O encontro é esperado por todos", apontou.

A 49ª Semana Internacional de Vela de Ilhabela já conta com 115 barcos na raia e somente na classe ORC estão inscritos 28, entre eles cinco barcos argentinos (Katara, outro Phoenix, Maximum, Mistério 1 e America del Sur). O capixaba do Iate Clube do Espírito Santo, o +Bravíssimo, é o atual campeão e virá para a disputa assim como o carioca Danadão, do Iate Clube do Rio de Janeiro, que será comandado por Martine Grael, bicampeã olímpica, e terá ainda Gabriela Nicolino, parceira de Albrecht na classe Nacra 17 medalhista de Bronze no Pan-americano de Lima 2019 e com participação na última Olimpíada de Tóquio. Lars Grael estará no veleiro Argos, de Ubatuba, também na disputa da ORC.

Outros estrelas do esporte competem no evento. Robert Scheidt, bicampeão olímpico, vai na classe C-30 no veleiro Caballo Loco, voltando ao evento após 11 anos. Torben Grael, também com dois Ouros em Olimpíadas, comandará o Lady Lou na classe Clássicos. Na classe HPE 25, Maurício Santa Cruz, o Santinha, pentacampeão mundial, irá no Three Musketeers.

As disputas ocorrem nas classes ORC, BRA-RGS, C-30, HPE-25, Clássicos, Bico de Proa, Mini e Multicasco. A programação da competição consta no site do evento - . https://www.sivilhabela.com.br/programacao/

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos