Vasco entra nas fases decisivas: entenda o que falta para selar acordo com a 777 Partners

Vasco é o quarto colocado da Série B (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)


Em meio ao momento de instabilidade em campo, o Vasco convive com a expectativa de, enfim, concretizar a venda de 70% de sua Sociedade Anônima do Futebol (SAF) para a 777 Partners. Nesta quarta, o clube passará pela terceira fase do rito: mais uma reunião do Conselho Deliberativo, desta vez, para analisar o contrato com a empresa e os pareceres divulgados.

Na última segunda-feira, o Cruz-Maltino conseguiu uma liminar, que derrubou a ação que bloqueava o andamento do rito. A alegação era que o clube precisava mostrar detalhes do contrato com a empresa pela lisura da Defesa do Consumidor. O movimento atrasou um pouco o planejamento da direção, mas a solução foi comemorada.

+ Confira e simule a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro

A desembargadora Fernanda Fernandes Coelho Arrabida Paes afirmou que a ação é totalmente descabida porque o Código do Consumidor não se aplica ao caso. A magistrada também citou que no Estatuto Social do clube há dispositivos claros que permitem a constituição da SAF.

Outro ponto importante da decisão judicial é que a desembargadora frisou que a liminar pode gerar "dano grave de difícil reparação ao processo da SAF vascaína". Existem prazos a serem cumpridos, e o clube pretende agilizar o rito para se aproveitar ainda da janela que ficará aberta até 15 de agosto.

Cabe ressaltar que o processo ficou parado desde o último dia 14 por conta da liminar assinada pelo juiz Luiz Alberto Carvalho Alves, da 3ª Vara Empresarial. Depois da vitória na justiça, o Vasco agendou para esta quarta a reunião do Conselho Deliberativo, na Sede Náutica da Lagoa, às 19h30 - em mais uma etapa importante - a penúltima antes de selar o acordo.

+ Após frustração com Maurício Souza, Vasco irá adotar cautela e ouvir a 777 na escolha do próximo treinador

Ela terá o intuito de aprovar a ata do último dia 7 e conhecer os dois pareceres divulgados no último final semana (Conselho Fiscal e de Beneméritos). Além disso, irá debater sobre a constituição da SAF, discutir e recomendar a Assembleia Geral e aprovar a negociação de 70%.

Em seguida, com a aprovação dos pareceres e da proposta, uma Assembleia Geral Extraordinária (AGE) será convocada para a votação final do rito. Sendo assim, o longo e burocrático processo terá fim e a venda da SAF será finalizada caso seja aprovada pela maioria dos associados.

De acordo com o Estatuto Social do clube, para a proposta ser votada é preciso que o Conselho Deliberativo tenha em quórum de pelo menos 151 conselheiros com 2/3 dos presentes. Desse modo, existe a possibilidade da Assembleia Geral ser realizada no dia 6 de agosto - nove dias antes do fechamento da janela.

O Vasco dará prosseguimento aos trâmites depois de ter recebido o parecer da Comissão de Estudos. Entre o clube e a empresa norte-americana tudo está alinhado, e Paulo Bracks, ex-América-MG e Internacional, será um dos homens fortes do futebol cruz-maltino.

+ Anderson Conceição cita que Vasco 'ligou o alerta' e elogia Emílio Faro: 'Conhece cada peça que está aqui'

Por fim, vale ressaltar que a 777 Partners também é dona de outros clubes pelo mundo. Entre eles estão o Genoa (Itália), Standard Liege (Bélgica) e Red Star FC (França), além de possuir uma porcentagem do Sevilla (Espanha).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos