Valencia demite técnico José Bordalás; Gattuso é possível substituto

O Valencia demitiu nesta sexta-feira o técnico José Bordalás e pode estar perto, segundo a imprensa espanhola, de designar como sucessor o italiano Gennaro Gattuso.

"O Valencia anuncia que José Bordalás finaliza sua etapa como treinador do time principal", escreveu o clube espanhol em um comunicado.

"O clube quer agradecer por todo o seu trabalho e dedicação turante sua etapa como valencianista, na qual a equipe conseguiu a classificação para a final da Copa do Rei, e deseja muita sorte em sua trajetória", acrescenta.

Bordalás tinha mais um ano de contrato, mas não estava feliz com a estratégia de contratações do Valencia.

O técnico espanhol, de 58 anos, tinha chegado ao clube há um ano, depois de 5 temporadas no Getafe.

O Valencia terminou o Campeonato Espanhol fora da zona de classificação para as competições europeias. Chegou à final da Copa do Rei, mas perdeu para o Betis nos pênaltis.

A imprensa espanhola publicou que Gennaro Gattuso estaria em contato com a diretoria valencianista há algumas semanas e que chegaria ao clube com um contrato de dois anos.

O ex-volante italiano se destacou como treinador no Napoli, levando o time ao título da Copa da Itália em 2020. Em 2021, foi demitido depois de conseguir classificar a equipe para a Liga dos Campeões da Europa.

Anteriormente, Gattuso tinha sido treinador do Milan entre 2017 e 2019.

Depois da passagem pelo Napoli, foi contratado pela Fiorentina em 2021, mas deixou o cargo semanas depois, sem ter disputado nenhum jogo, por divergências com a política de contratações do clube.

ta/pi/dr/cb

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos