Vôlei: entenda formato do Mundial e saiba possíveis adversários do Brasil no mata-mata

Brasil passou pela primeira fase com tranquilidade: 100% de aproveitamento (FIVB/Divulgação)


O Brasil fechou a primeira fase do Mundial de vôlei, disputado na Polônia e Eslôvenia, de maneira perfeita. Foram três vitórias e 100% de aproveitamento contra Cuba, Japão e Qatar. Agora, a Seleção Brasileira aguarda o adversário nas oitavas de final da competição.

Ao todo, 24 equipes participam do Mundial, e metade delas se classificam ao mata-mata. Os dois primeiros de cada grupo (A ao F) garantem vaga na próxima fase, enquanto os quatro melhores terceiros colocados também confirmam um lugar.

+ Agência antidoping adota postura mais agressiva contra 'contaminação acidental'

O Brasil acumulou oito pontos em três jogos, e ficou a apenas um da pontuação máxima permitida. As únicas equipes que ainda podem ultrapassar a Canarinha são Sérvia, Polônia, Estados Unidos, França e Itália. Alguns deles, inclusive, se enfrentam na última rodada. O rival de momento da seleção seria a Ucrânia.

Mesmo assim, o rival do Brasil tem tudo para mudar ao longo da última rodada. Tudo depende da posição final da seleção no ranking oficial. No esquema antigo da Copa Libertadores, o melhor da primeira fase enfrenta o pior, e assim sucessivamente.

ENTENDA A SITUAÇÃO DOS GRUPOS

GRUPO A
​A Sérvia lidera soberana, com 100% de aproveitamento, dificilmente perderá a posição e enfrentará a Tunísia na rodada derradeira. Enquanto isso, ao lado dos africanos, a Ucrânia tenta a classificação direta ao enfrentar Porto Rico, lanterna do grupo. Ambas as partidas acontecerão nesta quarta-feira.

Sérvia x Tunísia - 12h30 (de Brasília)
Ucrânia x Porto Rico - 15h30 (de Brasília)

GRUPO B
Primeiro a ter a situação definida, o grupo B tem o Brasil como líder absoluto, com oito pontos. Depois, o Japão levou a melhor, conquistou seis e também garantiu classificação. Os cubanos, agora, aguardaram pela vaga dos terceiros, enquanto o Qatar está eliminado.

GRUPO C
Já classificados, Polônia e Estados Unidos se enfrentam na última rodada pela liderança do grupo. México e Bulgária lutam por uma possível vaga entre os melhores terceiros colocados, mas tudo depende de uma vitória por 3 sets a 0 para uma das equipes. As partidas acontecem nesta terça-feira.

México x Bulgária - 12h30 (de Brasília)
Polônia x Estados Unidos - 15h30 (de Brasília)

+ De olho no Mundial, Brasil perde para França em amistoso

GRUPO D
Atual campeã olímpica e da Liga das Nações, a França garantiu a liderança com vitória tranquila sobre Camarões. Agora, Eslôvenia e Alemanha lutam pela segunda vaga, enquanto o terceiro colocado, muito provavelmente, garantirá um lugar na próxima fase. Os eslovenos detém a vantagem na tabela de classificação.

França 3 x 0 Camarões - 12h30 (de Brasília)
Eslovênia x Alemanha - 15h30 (de Brasília)

GRUPO E
​A Itália já garantiu a primeira colocação com duas vitórias e, para confirmar a pontuação perfeita, precisa vencer a China, já eliminada, por 3 sets a 0. Canadá e Turquia estão empatados no segunda posição e lutam pela vaga direta nas oitavas, sem depender de resultados paralelos, nesta quarta-feira.

Canadá x Turquia - 9h (de Brasília)
Itália x China - 16h15 (de Brasília)

GRUPO F
Holanda e Irã tem situação encaminhada no grupo e, também na quarta-feira, duelam pela liderança do certame. A Argentina, por sua vez, tem tudo para confirmar uma vaga como terceiro colocado se vencer o Egito, lanterna, por 3 sets a 0. O confronto também será nesta quarta.

Argentina x Egito - 6h (de Brasília)
Irã x Holanda - 12h30 (de Brasília)