Vítor Pereira vê Corinthians melhor no Majestoso e fala que brigará por 'melhor classificação possível'

Vítor Pereira segue sem vencer o São Paulo no comando do Timão (Foto: Rodrigo Coca/Ag.Corinthians)


Vítor Pereira lamentou as chances desperdiçadas pelo Corinthians, principalmente no segundo tempo do clássico contra o São Paulo, neste domingo (11), pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. Para o treinador corintiano, o Timão merecia ter saído com os três pontos do clássico.

+ ATUAÇÕES: Autor de golaço, Yuri leva a melhor nota do Corinthians em empate no clássico

O profissional reconheceu que houve queda durante parte do primeiro tempo, mas que no geral o Time do Povo foi superior que o Tricolor.

- Entramos bem no jogo, com qualidade, fizemos um gol e depois perdemos um pouco a intenção de jogar e qualidade No primeiro tempo muitas perdas de bola e deixamos de jogar. Surge o pênalti. No intervalo conversamos e dominamos a segunda parte, criamos situações de gol mais do que suficientes para sair com a vitória e hoje a bola não quis entrar - destacou VP na entrevista coletiva após o jogo.

O treinador corintiano também se mostrou irritado quanto a decisão da arbitragem de marcar o pênalti que resultou no gol são paulino.

- Eu lamento que, na dúvida, não haja dívidas, e contra nós é sempre marcado contra, o que vem se repetindo há algum tempo, mas não vou falar sobre isso - disse Vítor.

O empate com o São Paulo fez com que o Corinthians saísse pela primeira vez do G4. Questionado qual o objetivo corintiano neeste Brasileirão, Vítor foi sucinto:

- Melhor classificação possível.

O empate com o São Paulo fez com que o Corinthians saísse pela primeira vez do G4. Questionado qual o objetivo corintiano neste Brasileirão, Vítor foi sucinto:

PARTE FÍSICA

- O que eu disse semana passada relativamente o jogo do internacional foi o seguinte: vínhamos com sequência com jogos no meio da semana e não tínhamos tido, a alteração da semana de carga não foi a alta, não é com que a carga tenha sido acima do que é habitual, mas foi que em umas sequência fora o normal, mas essa foi segunda semana fora do padrão e esse foi o problema, impacto da alteração de padrão no meu ponto de vista do jogo contra o Internacional.

VÍTOR FICA OU SAÍ?

- O Vítor Pereira está de coração e alma no Corinthians, a dar o melhor de si. Eu e o meu estafe, que não tem só portugueses e que tem brasileiros, pessoas boas. Ao que dizem, não tenho ouvido nada, mantenho na mesma direção desde o dia que cheguei, até antes de vir para cá, fui muito claro com o presidente, na altura certa conversaremos.

YURI ALBERTO

- Hoje foi um “animal”, foi no espaço, ganhou no corpo, fez um belíssimo gol, desgastou muitos os zagueiros do São Paulo. O Miranda, para mim,acaba no limite, porque ele (Yuri) tem capacidade física de ir no espaço, tem qualidade e agora tem se ligado um pouco mais com os outros e percebendo o tipo de movimento que damos dele. Normal que ele vá evoluindo até o final da temporada.

CORINTHIANS FORA DE CASA

- A equipe tem consciência que fez um bom jogo, criou muito para aquilo que levaria daqui hoje, não tem como ficar e perder confiança para o jogo seguinte porque eu não sou muito de estatística mas eu tenho um saldo de que tivemos várias chances claras para sairmos com a vitória saímos daqui fizemos um bom jogo com exceção no final da primeira parte quando perdemos um pouco, a massa empurrou um pouco, ficamos nervosos, teve o pênalti perdemos um pouco de discernimento mas depois fizemos um segundo tempo em grande nível e poderíamos ter saído calmamente com a vitória.