Vítor Pereira espera contar com Fagner em maratona de decisões do Corinthians

Lesão tirou Fagner de jogos do Brasileiro, Copa do Brasil e Libertadores (Foto: Rodrigo Coca / Agência Corinthians)


Na próxima quarta-feira (22), o Corinthians entrará em uma maratona de jogos decisivos, que englobará as oitavas de final de Copa do Brasil e Libertadores. E para essa sequência, o desejo da comissão técnica é contar com o lateral-direito Fagner.

+ GALERIA - Relembre 10 momentos marcantes de Jô no Corinthians

O camisa 23 está há dois meses e 11 dias sem atuar devido a uma entrose no tornozelo direito nos primeiros minutos do empate com o Deportivo Cali, da Colômbia, ainda pela fase de grupos da Libertadores, no último dia 4 de maio.

O jogador está em um processo longo de transição física, iniciada há pouco menos de um mês para que ele volte a atuar sem dores.

+ TABELA - Confira e simule os jogos do Corinthians no Brasileirão

Nos últimos dias, Fagner tem trabalhado com bola, tanto que havia a expectativa de ele estar em campo contra o Athletico-PR, na última quarta-feira (15), o que não ocorreu.

A decisão da comissão técnica de preservar o lateral deveu-se ao fato de o gramado da Arena da Baixada ser artificial, dando maior impacto na pisadas, além de os atletas corintianos não estarem acostumados com ele.

– Fagner teve uma lesão ainda mais grave e precisa de tempo para se habituar. Se eu trago para o campo sintético, com dores no tornozelo… um campo difícil para que jogadores tenham lesão. Tem muita gente fazendo gelo, porque é um campo mais duro. Por isso, optamos por não dar minutos para ele por causa disso mesmo – explicou o técnico Vítor Pereira na entrevista coletiva após o empate por 1 a 1 do Timão com o Furacão.

Mesmo admitindo que Fagner ainda sente um incômodo no tornozelo, a expectativa do treinador português é relacionar o atleta para o confronto diante do Goiás, no próximo domingo (19), na Neo Química Arena, pelo Brasileirão.

A ideia de Vítor Pereira é dar tempo em campo ao jogador para a sequência entre 22 de junho e 13 de julho, que começa e termina com os jogos contra o Santos, pelas oitavas de final da Copa do Brasil. O período também terá os dois jogos contra o Boca Juniors-ARG, pelas oitavas da Libertadores, e partidas contra Flamengo e Fluminense, pelo Brasileiro.

A tendência é que Fagner ganhe alguns minutos contra o Esmeraldino, neste fim de semana, mas não inicie como titular. O mesmo deve acontecer contra o Peixe, pelo jogo de ida da Copa do Brasil.

Caso o camisa 23 mostre condições físicas e técnicas nesses primeiros passos de volta ao campo, a tendência é que ele vá ganhando mais tempo nas partidas seguintes, principalmente as de volta da copa nacional e Libertadores.

Na ausência de Fagner, o técnico Vítor Pereira contou com Rafael Ramos e João Pedro, atletas do setor, à disposição.

No entanto, Ramos não estava inscrito em jogos da fase de grupos da Libertadores, e João sofreu com algumas lesões e não permanecerá no Corinthians no segundo semestre. Ele será devolvido de empréstimo ao Porto, de Portugal.

Vitor Pereira também recorreu algumas vezes ao esquema tático com três zagueiros, tendo alas pelos lados. Ademais, houve improvisações, como com o lateral-esquerdo Lucas Piton e o atacante Gustavo Mantuan sendo usado por ali.

Mantuan, inclusive, foi o lateral-direito corintiano contra o Athletico-PR. Isso mesmo com Rafael Ramos relacionado e ficando no banco de reservas - vinha de boa atuação contra o Juventude, quando deu assistência para o primeiro gol, no último sábado (11).

– Mantuan fresco dá profundidade ao corredor. Hoje sentiu dificuldades do ponto de vista defensivo, corrigimos a situação. O Mantuan tá mais habituado a puxar no corredor. Já que ele estava tendo dificuldades, fizemos a substituição – justificou a escolha o técnico corintiano.

Caso Fagner realmente seja relacionado contra o Goiás, ele interromperá uma sequência de 11 partidas fora de combate. Esse é o segundo período de inatividade do lateral desde que retornou ao clube, em 2014.

A série só não é maior do que a de 16 partidas em que o camisa 23 ficou 'de molho' em 2018.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos