Vítor Pereira atribui empate do Corinthians com o Internacional aos desfalques: 'Não faço milagres'

Vitor Pereira lamenta lista de desfalques (Foto: Rodrigo Coca / Agência Corinthians)


O Corinthians virou o jogo contra o Internacional neste domingo (4), mas o adversário cresceu e buscou empate. No final, Timão e Colorado ficaram no 2 a 2, na Neo Química Arena, e o técnico Vítor Pereira atribuiu a queda de rendimento do seu time na segunda etapa aos desfalques.


GALERIA
> Confira o balanço da janela de transferências do Corinthians

- Eu pergunto: no contexto do jogo, como é que nós conseguimos manter a capacidade de criar com esses desfalques? Infelizmente tivémos uma lista de desfalques. Não posso fazer milagres. Esta é a verdade. Perdemos a oportunidade de chegar ao segundo lugar, mas pelo segundo tempo que fizémos, não merecemos outro resultado - explicou o português.

O Timão estava atrás no placar antes do primeiro minuto de jogo, mas mostrou poder de reação e buscou o resultado. No segundo tempo, sofreu empate e teve muitas alterações promovidas por Vítor Pereira, que foram contestadas por jornalistas na coletiva de imprensa. Segundo o treinador, não havia outra alternativa se não os atletas que entraram.

- As substituições, de fato, não resultaram, porque o segundo tempo não foi do nosso nível. Mas olhar para esse jogo só para isso é superficial e sem conteúdo. Para jogar com o Internacional, é importante pressioná-los. Eles tem bons jogadores, tem soluções na frente, no meio. No primeiro tempo, conseguimos pressionar. Hoje nosso meio-campo foi Vera, Giuliano — que vem de problema pulmonar — e o Ramiro, que não tem acumulado tempo de jogo.

- Enquanto a equipe foi pressionante, criamos problemas e poderíamos ter feito 3 a 1. As duas únicas soluções que tínhamos no ataque para mexer no jogo era o Vital e o Geovane. O Internacional começou a ter mais velocidade e mais gente com características ofensivas. No meio-campo, só temos Cantillo, Roni e Xavier para jogar. Maycon, Du Queiroz, Paulinho, Adson, Piton, Raul e Jr. Moraes estavam de fora - analisou.

> Rizek critica mudanças de Vitor Pereira em empate do Corinthians: 'Acabou com o time'

Outro desfalque importante que o Corinthians teve de última hora foi Renato Augusto. O meia teve detectado um edema na panturrilha, que o tirou do confronto com o Internacional. VP demonstrou preocupação com o camisa 8.

- É um jogador fundamental. Estando bem, nos dá um jogo entrelinhas, o último passe, melhora a criação. Mas é o que nós temos. Quando a equipe começa a cair, nós queremos mexer e não temos como. Estou preocupado (com o retorno). Espero que retorne para as próximas decisões - contou.

Com todos esses desfalques, o Timão terá duas partidas importantes na sequência. No próximo domingo, o duelo será o clássico com o São Paulo, já na semana seguinte o confronto é com o Fluminense, pela volta da semifinal da Copa do Brasil. VP revelou que precisa do time mais forte possível para o mata-mata e ainda vai analisar como escalar a equipe para o Majestoso.

> Clique aqui e veja a classificação do Brasileirão

- Vamos ter que equilibrar. Primeiro, ver se algum dos jogadores se recupera. O Du (Queiroz), em princípio, irá. Maycon não acredito. Adson é interrogação. Piton acredito que irá. Temos o problema do Rafa (Ramos) e do Fagner, Bruno Méndez do ponto de vista defensivo pode fazer a lateral, mas em termos ofensivos não tem a dinâmica. O jogo com o Fluminense é fundamental, portanto vamos ter que ir para este jogo com o melhor que tivermos. Contra o São Paulo, vamos ter que fazer uma equipe que nos permita competir. Depende da recuperação deles. Espero que tenhamos mais soluções - detalhou.

A equipe paulista visita o rival no Morumbi pelo Brasileirão e, na sequência, recebe o Fluminense na Neo Química Arena após empatar com o time carioca na ida da copa nacional.