A uma vitória do título, Warriors visitam Celtics no jogo 6 das Finais da NBA

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Precisando de apenas mais uma vitória para conquistar seu quarto título desde 2015, o Golden State Warriors pode se sagrar campeão contra o Boston Celtics nesta quinta-feira, no jogo 6 das Finais da NBA.

A partida começa às 22h (horário de Brasília) no TD Garden, em Boston (Massachusetts), e será a primeira oportunidade para um dos finalistas de fechar a série, liderada pelos Warriors por 3-2.

Na última segunda-feira, o Golden State conseguiu superar a forte defesa dos Celtics mesmo com a má atuação de Steph Curry, que passou em branco nos arremessos de três pela primeira vez desde 2018.

O ala canadense Andrew Wiggins assumiu a responsabilidade com 26 pontos e 13 rebotes e se confirmou como o complemento perfeito para a base dos Warriors, formada por Curry, Draymond Green e Klay Thompson, que estão juntos em sua sexta final pela equipe.

Já os Celtics sofreram uma segunda derrota consecutiva pela primeira vez na pós-temporada e agora têm a obrigação de vencer para evitar o título do Golden State e forçar o jogo 7.

- "Estamos em nossa casa" -

Embora nenhum de seus jogadores já tenha disputado as Finais da NBA até agora, o Boston Celtics se apega ao espírito de resistência que o time demonstrou durante toda a temporada.

O time dirigido pelo estreante técnico Ime Udoka soube sair de uma 11ª colocação em janeiro e terminar a temporada regular em segundo da Conferência Leste.

Nos playoffs, os Celtics eliminaram o Brooklyn Nets de Kevin Durante e Kyrie Irving e o Milwaukee Bucks de Giannis Antetokounmpo, atual campeão, contra quem conseguiram reverter a mesma desvantagem de 3-2 ao vencerem os últimos dois jogos das semifinais do Leste.

Nas finais de Conferência, o Boston começou perdendo por 2-1 para o experiente time do Miami Heat, mas saiu como vencedor da série depois de mais uma decisão no jogo 7.

"Fomos forçados a jogar toda a temporada contra a parede. Nós nos acostumamos e isso já faz parte da nossa natureza. É outro jogo difícil, mas estamos na nossa casa", disse nesta quarta-feira o armador Marcus Smart, que apelou para a lendária história da franquia para encarar o desafio.

"Definitivamente é algo que nos motiva. Não só a mim, mas a toda a equipe para poder fazer algo especial e ter nossos nomes junto ao desses jogadores", declarou Smart em referência aos líderes dos Celtics nos 17 títulos da equipe, como Bill Russell, Larry Bird e Paul Pierce.

"É uma honra falar dessa oportunidade. É algo que definitivamente pensamos", reconheceu o melhor defensor da NBA na atualidade.

- "Ninguém está comemorando" -

Os Warriors, por sua vez, tentarão esquecer a pressão da torcida de Boston no TD Garden para se concentrar apenas em fechar a série, já que seu brilhante retrospecto nas Finais também inclui um revés histórico.

Em 2016, o Golden State se tornou o único time a desperdiçar uma vantagem de 3 a 1 nas Finais. O Cleveland Cavaliers de LeBron James ficou com o título vencendo os três últimos jogos da série.

"Passamos por isso antes, sim. Naquele momento éramos impacientes demais. Então, embora estejamos em uma boa posição, ainda não conseguimos nada. A missão continua sendo a mesma: ganhar quatro jogos", ressaltou Klay Thompson.

"Temos duas oportunidades de sermos campeões, mas sabemos que vai ser muito difícil. Por isso ninguém está comemorando no vestiário", disse o técnico da equipe californiana, Steve Kerr.

"Vamos tentar manter nossas emoções sob controle", afirmou, por sua vez, Curry. "Não precisa ser perfeito, só temos que jogar o melhor jogo do ano em termos de intensidade e concentração".

O armador, grande favorito para o prêmio de MVP (jogador mais valioso) das Finais, disse que sua atuação apagada no jogo 5 não abalou sua confiança nos arremessos de três e seus companheiros de time esperam uma reação do astro na próxima partida.

"Não fez nenhuma cesta de três em nove tentativas. Ele vai estar furioso no sexto jogo e isso é exatamente o que precisamos", previu Draymond Green.

nip-gbv/cb

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos