Um olho em Suárez e outro na semifinal: Klaus ressalta duelo do Atlético-GO na Sul-Americana

Klaus será responsável por marcar Luis Suárez no confronto pela Sul-Americana (DANTE FERNANDEZ / AFP)


William Klaus, zagueiro do Atlético-GO conhecido por seu sobrenome, terá a difícil missão de parar o atacante Luis Suárez no duelo contra o Nacional-URU pela Copa Sul-Americana. Em entrevista ao LANCE!, o defensor afirmou que a equipe precisará ter muita atenção para avançar às semifinais.

DE OLHO NA FERA
O xerife será um dos responsáveis por marcar Suárez, principal contratação da equipe tricampeã da Libertadores. O camisa nove já acabou com a ansiedade de marcar um gol pelo clube tricolor, uma vez que balançou as redes diante do Rentistas, na última sexta-feira. Mas não é só com o artilheiro que Klaus se preocupa.

- Todo o setor ofensivo do Nacional é muito forte. O Suárez, como estava jogando nas ligas europeias, é um jogador que tem as ações muito rápidas, tem uma boa leitura de jogo, finaliza bem. Então temos que estar muito atentos tanto com ele quanto com seus colegas, pois é um time que é bastante qualificado.

O defensor dos Dragões também contou sobre como foi a experiência em marcar o ex-atacante de Liverpool, Barcelona e Atlético de Madrid no Parque Central. Na ocasião, o Pistolero participou de apenas 23 minutos do duelo.

- A experiência de marcar o Suárez também tem muito a ver com o ambiente que foi criado. Era uma festa de apresentação e a estreia dele para a torcida. Não sabíamos se ele estava treinando, mas é um atleta acima da média e que pode fazer uma jogada a qualquer momento. E todo esse ambiente mexe com o jogo, mas estávamos muito atentos, fomos sólidos e vamos buscar isso para o segundo confronto também.

TIME DE GUERREIRO
Apesar de lutar contra o rebaixamento no Brasileirão, o Atlético-GO segue vivo na Sul-Americana e na Copa do Brasil. Klaus revelou que Jorginho ressaltou a força do elenco após a vitória no Uruguai e o zagueiro sonha com voos mais altos em 2022.

- Nossa trajetória na Sul-Americana e Copa do Brasil mostra a qualidade do elenco, nossa capacidade em transpor os desafios. Essa história nos fortalece cada vez mais e estamos em duas competições mata-mata buscando vaga para as semifinais. Temos que manter essa garra e união para carimbar nossa passagem.

Podendo se garantir na fase seguinte até mesmo com o empate, o jogador de 28 anos sabe da importância do primeiro jogo, mas entende que o confronto possui 180 minutos.

- Poucos times conseguir ir à Montevideo e ganhar na casa deles (Nacional). Jorginho ressaltou que é um jogo de 180 minutos. Demos o primeiro passo. Temos que estar preparados e focados para chegar na semifinal.

Após vencer o confronto de ida no Parque Central por 1 a 0, o Atlético-GO conquista a classificação com uma vitória ou um empate diante do Nacional, nesta terça-feira, às 21h30 (horário de Brasília). Caso avance de fase, os Dragões aguardam o vencedor entre São Paulo e Ceará para saber quem pode ser o adversário na semifinal.