UFC 277 em clima de revanche: conheça lutadora que tirou cinturão de Amanda Nunes

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Lutadoras se reencontram após luta em dezembro (Foto: Reprodução)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


Amanda Nunes, atual campeã do peso-pena, tentará retomar o cinturão duplo do UFC. No entanto, precisará passar a algoz no peso-galo. A venezuelana naturalizada estadunidense, Julianna Peña tirou o título da brasileira em dezembro e encerrou um dos maiores reinados da história do MMA.

INÍCIO NO MMA

Peña fez sua estreia entre os profissionais em 2009 e logo emplacou quatro vitórias consecutivas. No entanto, após bom início, a lutadora se envolveu em um acidente com motorista embriagado e ficou 10 meses sem lutar. Depois, veio o maior desafio da carreira até aquele determinado momento: o The Ultimate Fighter 18.

Após vencer a luta de eliminação para entrar na casa, a venezuelana foi selecionada para o time de Miesha Tate e desbancou uma das favoritas na primeira rodada. Peña derrotou Shayna Baszler com um mata-leão e avançou às semifinais. Entre as quatro melhores do reality, a lutadora venceu Sarah Moraes em nova finalização, dessa vez com uma guilhotina e avançou à final.

Na decisão, Peña encarou Jessica Rakoczy e não tomou conhecimento da adversária. Tanto que, nos segundos finais do primeiro round, a venezuelana venceu por nocaute técnico e se sagrou campeã da competição. O torneio serviu como uma nova porta de entrada para a lutadora no UFC.

RETORNO E PROTAGONISMO NO UFC

De olho no retorno ao UFC, Peña se preparava para enfrentar Jessica Andrade quando sofreu uma lesão gravíssima no joelho. A lutadora rompeu diversos ligamentos do joelho e ficou o restante do ano afastada do octógono. A venezuelana só voltou a lutar em 2015 e, logo de cara, embarcou numa sequência de vitórias.

Na série, Peña venceu Jessica Eye, Cat Zingano, Valentina Shevchenko, Nicco Montaño, Aspen Ladd, Germaine de Randamie, Sara McMann até ter a oportunidade de enfrentar Amanda Nunes. Tudo isso, inclusive, enquanto passou por uma gravidez e teve de se afastar das lutas até se recuperar.

A LUTA

Antes de enfrentar Amanda Nunes, Julianna Peña teve que lutar contra a ansiedade. Uma semana antes da luta, válida pelo UFC 265, a brasileira testou positivo para a Covid-19 e o confronto teve de ser adiado. A luta foi remarcada para a edição 269 do Ultimate Fighting Championship.

Na luta, Peña começou atrás e teve muita dificuldade para superar a pressão inicial de Amanda Nunes. Contudo, no segundo round, a lutadora aplicou um mata-leão na brasileira e o conquistou o cinturão dos peso-galo. A vitória da venezuelana é considerada uma das maiores surpresas da história do UFC.

REVANCHE

Julianna Peña e Amanda Nunes se enfrentam neste sábado, às 23h, com transmissão do Canal Combate. Se vencer, a brasileira retoma o duplo cinturão do UFC, já que é a atual campeã do peso-pena. No entanto, a venezuelana não deve vender barato a vitória e o título de melhor lutadora no peso-galo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos