Uefa investiga Celtic por faixa da torcida contra a Rainha Elizabeth II

Celtic e Shakhtar empataram na Champions (AFP)


A Uefa abriu uma investigação contra o Celtic após torcedores do clube escocês exibirem uma faixa contra a Coroa britânica, após a morte da Rainha Elizabeth II, durante a partida entre o time de Glasgow e o Shakhtar Donetsk pela Champions League, na Polônia.


Na ocasião, torcedores da equipe da Escócia levantaram uma faixa com a frase "F***-se a Coroa". Segundo o jornal inglês "The Guardian", o adereço é alvo da Uefa. Duranbte a partida, também foram relatados cânticos contra a Família Real: torcedores entoaram um canto que dizia "Se você odeia a Família Real bata palmas". Torcedores alviverdes também não respeitaram o minuto de silêncio.

+ Basta! Vini Jr. é alvo de racismo: listamos casos em que brasileiros foram vítimas na Europa

O Rangers, por outro lado, também descumpriu regras da Uefa durante os tributos à monarca. Na partida contra o Napoli, após o minuto de silêncio, foi reproduzido no estádio, o hino nacional britânico. A entidade que comanda o futebol na Europa proíbe hinos nacionais em jogos de Champions, mas o clube não será investigado.

Fundado por irlandeses, o Celtic tem uma base de torcedores majoritariamente católica, contra a monarquia e o poder central britânico e a favor da independência da Escócia. O Rangers tem torcida majoritariamente protestante e pró-monarquia.