Ucrânia se junta à Espanha e Portugal para sediar Copa de 2030

Estádio Olímpico de Kiev foi o palco da final da Liga dos Campeões 2017/2018. Foto: Virginie Lefour/Belga Mag/AFP via Getty Images
Estádio Olímpico de Kiev foi o palco da final da Liga dos Campeões 2017/2018. Foto: Virginie Lefour/Belga Mag/AFP via Getty Images

A candidatura de Espanha e Portugal ao Mundial de 2030 pode ganhar o reforço de mais um país nos próximos dias. Segundo o jornal britânico The Times divulgou na edição desta terça-feira (4), a Ucrânia poderá participar na organização do evento.

A ideia seria uma participação simbólica no em meio à situação particular que vive desde o início do ano com a invasão da Rússia.

Leia também:

A proposta de participar da corrida para organizar a Copa do Mundo de 2030, que também tem candidatura da América do Sul com o quarteto formado por Argentina, Uruguai, Chile e Paraguai, foi autorizada pelo presidente ucraniano, Volodímir Zelensky, e pelos governos espanhol e português.

Segundo esta mesma fonte, a Ucrânia receberia um dos grupos do Mundial, em que Portugal teria três estádios e a Espanha onze. A proposta baseia-se, segundo o The Times, na ideia de que o futebol pode devolver a esperança e a paz e, além disso, o jornal aponta que até 2030 a Ucrânia deverá estar em reconstrução e em fase de recuperação.

A nova aliança deve ser anunciada oficialmente nesta quarta-feira (5) em coletiva de imprensa na sede da UEFA, em Nyon, em ato que contará com a participação dos presidentes da Federação Portuguesa, Fernando Gomes, e do espanhol, Luis Rubiales.

A Ucrânia foi, juntamente com a Polônia, organizadora do Campeonato Europeu de 2012 e também sediou a decisão da Liga dos Campeões em 2018 nas Olimpíadas de Kiev.