Tuchel se irrita com Barcelona em negociação por Azpilicueta: 'Me incomoda'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Tuchel vive momentos iniciais da temporada com o Chelsea (Foto: ADRIAN DENNIS / AFP)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


Em meio a pré-temporada do Chelsea nos Estados Unidos, Thomas Tuchel tem de olhar para todos os aspectos da equipe, incluindo a janela de transferências. E o clube londrino, inclusive, esteve próximo de perder Cézar Azpilicueta para o Barcelona. A situação já tirou o treinador do sério, já que ele sabe da vontade do jogador, mas considera os valores baixos.

- Não tenho certeza se quero dar ao Azpi o que ele quer. Em algum momento, é sobre o que queremos. Nós lutamos muito por Koulibaly, que é jogador de seleção e tem aproximadamente a mesma idade de Azpilicueta - disse, antes de completar:

- Era extremamente importante para o Napoli, mas nós temos um jogador da seleção espanhola, que é o capitão do Chelsea. Nós sabemos o nível que ele tem. Não tenho certeza se o Barcelona vai dar a ele tudo o que merece (financeiramente). Então, não tenho certeza se quero dar a ele o que ele quer, pois ele é um grande jogador - analisou.

No momento, Tuchel deseja fazer o que é melhor para os Blues, mesmo que isso desagrade o capitão espanhol. Contudo, o treinador voltou a deixar claro o quanto o assédio do Barcelona deixa o dia a dia do clube londrino pesado.

- Entendo a situação dele pessoalmente e profissionalmente. Mas não estou neste papel apenas para dar a ele o que ele quer. Sou um técnico do Chelsea, que quer fazer o melhor para o Chelsea. Ele não gosta, mas ele entende. É difícil para ele porque o outro clube está permanentemente em cima. Isso me incomoda um pouco. No dia primeiro de setembro, quando as coisas se acalmarem, ele poderá jogar em seu nível mais alto - finalizou, em entrevista coletiva.

Vale destacar que Azpilicueta poderia ter deixado a equipe londrina nesta temporada, sem depender da decisão do treinador. No entanto, o Chelsea prorrogou o vínculo por mais um ano, com intuito de lucrar com a transferência. Como os valores não agradaram os Blues, o espanhol pode permanecer na Inglaterra.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos