Trio de ataque do Santos no vice da Copa Libertadores de 2020 está em baixa após deixar o clube

Kaio Jorge e Soteldo tiveram destaque no Santos ao lado de Marinho (Divulgação/Twitter Santos)


Três jogadores do passado recente do Santos deixaram de brilhar desde que deixaram o Peixe. Soteldo, Marinho e Kaio Jorge foram importantes no vice-campeonato da Copa Libertadores da América na temporada 2020, sendo homens de confiança do técnico Cuca.

O trio SMK marcou 78 gols em toda passagem pelo Santos. Marinho e Soteldo chegaram ao Peixe em 2019, pedidos por Jorge Sampaoli. Kaio Jorge foi revelado pela base santista e chegou a participar de alguns jogos com o argentino, mas foi após a saída de Sasha, em 2020, que passou a ganhar destaque.

Após isso, dois deixaram o Peixe para o futebol internacional e Marinho ficou no Brasil, em polêmica transferência ao Flamengo. Mas, até então, os jogadores não conseguiram repetir o mesmo sucesso em relação suas passagens pelo time santista.

Kaio Jorge

Menino da Vila, Kaio Jorge se transferiu para Juventus após impasse na renovação contratual. Pela negociação, o Santos vai receber 3 milhões de euros (cerca de R$ 18,5 milhões), em duas parcelas. A primeira foi paga em agosto e a segunda será paga neste ano. Além disso, o Peixe ficará com 5% da “mais valia” em uma transferência futura (5% do que a Juventus receber além dos 3 milhões de Euros).

Em campo, Kaio não teve a mesma sorte. Fez apenas 13 jogos no profissional e marcou um gol. O atacante ficou fora da lista de inscritos Liga dos Campeões de 2021 e foi “rebaixado” para a equipe de aspirantes da Juventus. No momento, ele se recupera de uma cirurgia de uma ruptura do tendão patelar do joelho direito durante um jogo da equipe Sub-23 da Juventus.

No geral, Kaio Jorge fez 17 gols em 84 jogos no profissional do Santos, uma média de 0,20 gol por partida.

Soteldo

Já o camisa 10 Soteldo foi vendido em 2021 ao Toronto por US$ 6 milhões (cerca de R$ 33 milhões), mas o valor em que o Peixe teria direito foi repassado ao Huachipato, do Chile, por causa da dívida pela compra do jogador, em 2019. O Peixe ainda pagou US$ 500 mil ao clube chileno para zerar as dívidas da época.

Com a bola, porém, as coisas não aconteceram. Entrou em campo pelo time canadense em apenas 25 jogos, fez quatro gols e deu seis assistência até ser vendido novamente ao Tigres, do México. E as coisas não caminham bem. Fez 16 jogos e um gol marcado. Os problemas, na verdade, vão além.

Segundo informações divulgadas pela imprensa mexicana, o Tigres analisa duas propostas que recebeu ao jogador venezuelano e está disposta aceitar devido casos de indisciplina e falta de comprometimento com a pré-temporada com a equipe.

Com a camisa do Alvinegro Praiano, o 10 da seleção venezuelana jogou por duas temporadas. Foram 104 partidas e 20 gols marcados.

Marinho

O atacante chegou ao Santos no final de maio de 2019 em uma negociação com o Grêmio envolvido na troca pelo zagueiro David Braz. Foi titular com o técnico argentino Jorge Sampaoli na temporada, mas teve seu auge no clube em 2020 sendo o Rei da América no vice-campeonato do Peixe na Copa Libertadores e artilheiro na temporada.

Ele tinha contrato com o Peixe até dezembro deste ano e poderia assinar um pré-contrato com outro clube em junho. O atacante tinha interesse em atuar no mundo Árabe e fazer seu ‘pé de meia’. As propostas, porém não chegaram. Sua venda rendeu US$ 1,3 milhão (R$ 7 milhões) aos cofres da Vila Belmiro.

Mas, no Flamengo, ele não conseguiu repetir o bom desempenho. Desde que se juntou à equipe Carioca, o atacante disputou 20 jogos, com apenas um gol e duas assistências. A maioria dos jogos ele saiu do banco de reservas. Em 12 jogos, amargou o banco durante os 90 minutos.

Ao todo pelo Santos, o atacante possui 112 jogos, 41 gols, 17 assistências e 8414 minutos jogados.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos