Treinador explica pré-temporada e comissões técnicas no futebol universitário dos Estados Unidos

Gabriel de Queiroz comenta estratégia para ter atletas fortes mentalmente (Foto: Divulgação/Faulkner University)


A temporada universitária nos Estados Unidos começa em agosto. A chamada "pre-season", ou pré-temporada, é o período que antecede os jogos, e com isso, os atletas, que também são os alunos, trabalham em todos os âmbitos esportivos e escolares para chegarem no início da competição no mais alto nível.

- Agora os atletas dão entrada naquela famosa papelada que antecede o ano letivo, que serve tanto para a parte acadêmica quanto para a parte esportiva. Alguns jogadores voltam para seus países e ficam durante esse período treinando e até mesmo jogando em torneios regionais. Ao mesmo tempo, outros continuam os estudos para que a graduação não seja interrompida - explicou Gabriel De Queiroz, treinador de uma das mais famosas universidades do Alabama.

Gabriel explicou como funciona o trabalho de uma comissão técnica no futebol universitário dos EUA, além de detalhar suas funções.

- Nosso staff esse ano vai contar com cinco profissionais, divididos em funções que são essenciais no dia a dia. Temos os auxiliares técnicos, Matheus Mello e o Tate Dean, que vão estar diariamente comigo nos treinos e também me ajudam no setor de scouters, ou recrutamento. Matt Tarpley é outro auxiliar que cuida só da parte operacional; viagens, hotéis, transporte, etc.

- No meu caso, como treinador principal, além dos treinos monto a programação da temporada, orçamento, e preparo as reuniões para que nossa equipe possa chegar 100% preparada no início das competições oficiais - concluiu.

Gabriel De Queiroz aproveitou o momento e contou uma novidade. Nesta temporada que se inicia, contará com o apoio e trabalho do ex-volante Fahel, que fez história defendendo o Botafogo e do Bahia.

- Sempre legal a chegada de novos profissionais para nos ajudarem no dia a dia, mas na questão do Fahel, isso é muito bom, pois é um cara com uma expertise gigante no futebol. Além de nos ajudar com parte técnica e tática, ele carrega ensinamentos e aprendizados extra campo que vão servir de mentoria para com o estudante-atleta diariamente. Estes pontos serão fundamentais para o andamento do nosso trabalho em 2022 - concluiu.