Traficantes são presos no Maracanã em Flamengo x São Paulo

A PMERJ prendeu três traficantes na partida da última quarta-feira no Maracanã.
A PMERJ prendeu três traficantes na partida da última quarta-feira no Maracanã. Foto: (Wagner Meier/Getty Images)

A Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro prendeu, na partida de volta das semifinais da Copa do Brasil entre Flamengo e São Paulo, vencida pelo clube carioca por 1 a 0 na última quarta-feira, três traficantes do estado de Santa Catarina.

A ação, realizada pela PMERJ em conjunto com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e o Batalhão Especializado de Policiamento em Estádios (BEPE), prendeu Gabriel Schroeder, que seria o chefe do tráfico do grupo em Canasvieiras, representando uma das maiores facções criminosas do Brasil, William Santos Cunha e Adilson Latzke Júnior, que estariam se escondendo na comunidade da Rocinha, na Zona Sul do Rio, mas foram assistir ao grande jogo no palco histórico do futebol mundial.

Leia também:

Junto dos três homens, foi detido André Santos Cunha, que tem os mesmos sobrenomes de William, mas não é irmão do outro homem, por estar acompanhando os traficantes e estar violando as cláusulas de sua liberdade condicional, e outras quatro mulheres, que estavam com os detidos, também foram encaminhadas à delegacia localizada no próprio Maracanã.

De acordo com informações divulgadas pelo tenente coronel Hilmar Faulhaber, que comanda o BEPE, os homens foram presos após investigação realizada, inclusive, com agentes infiltrados na torcida do Flamengo. Os oficiais prenderam os quatro homens e as quatro mulheres no nível 2 do setor norte do estádio quando o cronômetro da partida chegava perto dos minutos finais ainda da primeira etapa.

Classificado para a grande final, o Flamengo espera a outra semifinal, disputada entre Corinthians e Fluminense, para conhecer seu adversário.