Torcida do São Paulo chega frustrada ao Brasil após vice na Sul-Americana: 'Pior derrota da minha vida'


A "ressaca moral" após a derrota do São Paulo na final da Copa Sul-Americana já mostra seus efeitos nos torcedores que foram acompanhar o Tricolor em Córdoba. Além do resultado indesejado, os fãs da equipe agora enfrentam os sacrifícios feitos para estarem presentes na Argentina.

ATUAÇÕES: Calleri e Diego Costa sentem a pressão e falham feio na final da Copa Sul-Americana

No começo da madrugada, os primeiros grupos de torcedores começaram a timidamente chegar. Os jogadores chegaram por volta das 5 da manhã e saíram por um local alternativo para desembarque. Todavia, os torcedores tricolores não estavam presentes pelo Aeroporto Internacional de Guarulhos para protestar.

Mesmo assim, a insatisfação era clara daqueles que chegavam de Córdoba. Johnny, torcedor fanático do São Paulo, contou sobre o descontentamento com a equipe, além do transtorno logístico para estar presente na final da Sul-Americana.

- Foi complicado, muito doloroso. Para mim, foi a pior derrota da minha vida. Eu arrisquei demais para poder ir nessa final, inclusive, estou até voltando para trabalhar. Foi a derrota mais dolorosa de toda minha vida - contou o tricolor.

O torcedor ainda relatou a disposição da torcida para tentar levar o time até a vitória na final da Sul-Americana. E, segundo ele, a taça foi conquistada pela equipe que mereceu sair com um resultado melhor.

- A gente não deixou de acreditar no time nenhum segundo. Faltando quinze minutos, a gente estava acreditando. A nossa parte a gente fez. Eu venho fazendo a minha parte, sou um torcedor que vai em quase todos os jogos do São Paulo. Mas eu acho que o São Paulo foi muito apático, a equipe não entrou para jogar futebol. O Independiente del Valle, infelizmente, entrou para jogar bola e ficou com o título - lamentou Johnny.

Lúcia, de 42 anos, estava presente no estádio Mário Alberto Kempes, e ressaltou que vai pensar duas vezes em viajar para acompanhar o time caso o São Paulo chegue em uma nova final no futuro.

- A atmosfera do dia do jogo foi ótima. Porém, fiquei muito estressada com o desempenho do time em campo. Se as coisas não mudarem, vou repensar se devo ir em finais internacionalmente, pois o custo não fica vantajoso quando a postura do time não recompensa - detalhou a torcedora.

Para o resto da temporada do São Paulo restam apenas 10 jogos do Campeonato Brasileiro. Como o vice na Copa Sul-Americana não assegura vaga automática para a Libertadores, entrar na zona de classificação da liga nacional é a única forma do time tentar chegar na principal competição continental da América do Sul. Entretanto, sete posições na tabela separam o time paulista de uma vaga.