Torcida do Flamengo explode busca por final da Libertadores; pacotes chegam a custar R$ 22 mil


A goleada do Flamengo sobre o Vélez Sarsfield, na última quarta-feira, alavancou de vez as buscas por viagens para a final da Libertadores, marcada para 29 de outubro em Guayaquil. Com o clube com um pé na decisão, rubro-negros correm contra o tempo para adquirir pacotes de voos e hospedagem, que estão cada vez mais caros.

+ Vendas de “Garotos do Ninho” turbinam receitas do Flamengo desde 2015; veja valores

Alguns flamenguistas conversaram com o LANCE! e falaram sobre a experiência de comprar passagem e conseguir hospedagem em Guayaquil. Vinicius Azevedo, de 21 anos, já havia reservado hotel desde o início de 2022, na esperança por nova aparição na final, mas os custos seguiram bem altos.

- Eu estive em Lima e em Montevidéu. Nesses anos as passagens ultrapassaram níveis inimagináveis, então quis me preparar. Eu já tinha pretensão de comprar com o Flamengo encaminhando o resultado lá na Argentina, para evitar que os preços subissem demais - disse, antes de completar:

+ Flamengo diz 'não' a ofertas de clubes ingleses por Matheuzinho

- Os valores para ir dois dias antes e voltar dois dias depois já estava inviável (R$ 7 mil), então fui para as conexões. Acabou que consegui economizar bastante fazendo conexão em Santiago, Lima e Quito. Paguei R$ 5 mil no fim das contas, vou chegar na véspera do jogo, mas só deu certo por causa do teste - finalizou.

Luiz Augusto, de 23 anos, também garantiu passagem para a decisão. Com esquema engenhoso de milhas, o jovem não terá problemas com valores. No entanto, ele ainda precisa de hospedagem e, em contato com o L!, revelou que pretende alugar um "AirBnB" com amigos.

+ Goleada do Flamengo sobre o Vélez entra para a história da Libertadores; veja recordes alcançados

- Desde cedo eu sabia que ia ser muito caro, então procurei alternativas. Consegui a passagem com milhas, em uma promoção junto da CVC. No fim das contas, o dinheiro vai voltar para mim e vou usar ele em hospedagem, comida e afins lá na viagem - contou.

- Acho que o jeito é esse, sabe? Os preços estão absurdos e toda alternativa para conseguir acompanhar o Flamengo é válida. Tenho visto pacotes com preços que eu não tenho a menor condição de pagar. Me virei - desabafou.

Pedro - Flamengo x Vélez
Pedro - Flamengo x Vélez

Flamengo está perto da final (Foto: Marcelo Cortes / Flamengo)

Alta procura aumenta preço de voos comerciais

Os voos comerciais entre Rio de Janeiro e Guayaquil não são comuns e são operados apenas por três companhias aéreas: LATAM, Avianca e Copa Airlines. Não há oferta de voo direto, apenas com conexões em outros países, como Chile, Peru, Colômbia ou Panamá.

Outra opção para os rubro-negros é buscar voos saindo de outras cidades brasileiras. De acordo com a LATAM, há voos diários saindo de São Paulo e três voos semanais saindo de Porto Alegre.

- A LATAM informa que não possui voos diretos conectando o Brasil e Guayaquil, no Equador. No entanto, a companhia oferta voos diários de São Paulo/Guarulhos para o destino com conexão em Lima, no Peru. De Porto Alegre, por sua vez, a LATAM opera 3 voos semanais para Lima também conectados à Guayaquil - diz a nota da LATAM enviada ao LANCE!.

+ Trio cresce de produção com Dorival e mostra força dos coadjuvantes na grande sequência do Flamengo

Essa logística complicada aumenta naturalmente o preço das passagens e o tempo de viagem. Com o Flamengo praticamente garantido na decisão, a alta procura dos torcedores elevou ainda mais o valor das passagens.

Em contato com o L!, o economista Marcelo Aguiar, de 57 anos, revela que comprou a passagem logo depois da classificação contra o Corinthians nas quartas de final. Ele pagou R$ 5,5 mil para ir na quinta-feira (27), e retornar no domingo (30), dia seguinte à final. Quem quiser ir no mesmo voo da Avianca, com direito a duas conexões, terá que pagar hoje cerca de R$ 12,3 mil.

- Já imaginava esse aumento significativo nos preços, então preferi correr o risco e me antecipar - explicou Marcelo.

Os torcedores que tiverem maior flexibilidade e paciência para longas conexões ainda conseguem encontrar opções na faixa de R$ 5 mil, indo na terça-feira (25) e voltando na semana seguinte.

Estadio Banco Pichincha - Barcelona de Guayaquil x Flamengo
Estadio Banco Pichincha - Barcelona de Guayaquil x Flamengo

Guayaquil é a sede da decisão (Foto: Divulgação/Barcelona SC)

Pacotes completos chegam a R$ 22 mil

Outra opção para os rubro-negros interessados em ir para o Equador é comprar pacotes completos, que incluem voos fretados, traslados, hospedagem e até ingresso para a decisão da Libertadores. O problema são os preços exorbitantes.

Agências de viagem especializadas começaram a vender pacotes em maio deste ano, antes mesmo do início do mata-mata. Da mesma forma que os voos comerciais, quem optou por comprar com antecedência economizou dinheiro. Os primeiros lotes custavam menos de R$ 10 mil, enquanto os atuais chegam até R$ 22 mil.

+ Flamengo encerra agosto 'quase perfeito' e segue vivo na briga por três títulos; veja raio-X

Na agência "Outsider Tours", a procura está tão grande que a empresa não consegue mais oferecer hospedagem em Guayaquil. A partir do quinto voo fretado, os pacotes oferecem hospedagem em Salinas, cidade no litoral do Equador, que fica a duas horas de carro da sede da final. No lote atual, os preços variam de R$ 18 mil a R$ 22 mil, dependendo do tipo de quarto.

Outra agência é a "Turista FC", que oferece pacotes com saídas de São Paulo e do Rio de Janeiro. O terceiro lote com saída do Rio se esgotou na última quinta-feira, após a goleada do Flamengo, com preços variando entre R$ 13,5 mil e R$ 16,9 mil. A empresa promete abrir um novo lote ainda nesta semana e a tendência é que os valores sejam ainda maiores.