Torcedores do São Paulo protestam no Morumbi durante reunião que discute reeleição no clube

O ponto de encontro dos torcedores envolvidos com os protestos foi no portão 17 do Morumbi (Foto: Paulo Pinto/São Paulo FC)


Nesta segunda-feira (5), torcedores do São Paulo marcaram presença na frente dos portões do estádio do Morumbi. O protesto começou no início da reunião feita para a votação referente à reforma do estatuto que prevê a autorização da reeleição do presidente Julio Casares.

Galeria
> Lembre nove vezes que o São Paulo faturou alto com mecanismo de solidariedade da Fifa

Tabela
> Veja tabela do Campeonato Brasileiro e simule os próximos jogos

O presidente do Conselho Deliberativo do São Paulo, Olten Ayres de Abreu Júnior, agendou para hoje (5), às 18h30, a reunião do órgão que votará a proposta que permite a reeleição dele e do presidente do clube.

Porém, de acordo com informações confirmadas pelo LANCE!, o resultado que determinará se a medida será aprovada ou não só será divulgado na terça-feira (6). Isso porque a votação ficará aberta até amanhã (6/9).

Conforme o que já foi revelado pelo L! anteriormente, é o primeiro passo para a medida voltar ao estatuto do Tricolor após sua saída em reforma promovida pelo antecessor Carlos Augusto Barros e Silva, o Leco, em 2017.

Caso o Conselho aprove a volta da reeleição às normas são-paulinas, uma assembleia-geral de sócios deverá ser convocada para que a proposta passe pelo crive dos associados no Morumbi.

Nas redes sociais, de forma antecipada, um grupo de torcedores já havia se organizado para ir ao Morumbi em forma de protesto contra a medida.

Um perfil no Twitter, denominado de 'Movimento 1930', informou mais cedo nesta segunda-feira (5) que estaria na frente do portão 17 durante a votação - que acontece de forma online, e como dito antes, só será resolvida na terça-feira (6).

- Enquanto os nobres Conselheiros, presididos pelo Sr. Olten, se reunirão a portas fechadas para aprovar uma mudança estatutária em benefício do grupelho que comanda o clube há 10 anos, estaremos na frente do PORTÃO 17 para lembrá-los de que o SPFC é da torcida - postou o perfil.

O LANCE! apurou que o protesto tinha cerca de 40 pessoas, todos do lado de fora e sem poder entrar no clube de fato. Ainda foi informado ao L! que haviam algumas pessoas presentes que não se identificaram como funcionários do São Paulo, mas estavam no local para impedir qualquer situação maior. Sobre a votação, como de costume, feita de portas fechadas.

De acordo com informações levantadas pelo jornalista Giovanni Chacon, da 'JovemPan', alguns torcedores presentes na manifestação tentaram entrar de forma pacífica por um portão aberto do estádio em busca de membros envolvidos na votação, porém foram retirados.

O mandato dos dois envolvidos termina no final do próximo ano. A principal justificativa envolta nisso tudo é que três anos de mandato não seriam suficientes para arcar com as demandas do clube do Morumbi.

Também adiantado pelo LANCE!, o entendimento dentro do órgão é que a gestão de Julio Casares está sendo positiva para 'reconstrução' que o São Paulo enfrenta - principalmente no quesito financeiro, uma vez que atravessa uma dívida estimada em mais de R$700 milhões.