Torcedores do Atlético-MG brigam na ida para o Rio de Janeiro e quatro pessoas ficam feridas

A confusão com os torcedores do Galo foi relatada pela Polícia Rodoviária Federal (Foto: Reprodução)


Torcedores do Atlético-MG entraram em confronto, nesta quarta-feira, durante a viagem de ônibus de BH ao Rio de Janeiro para assistir ao duelo contra o Flamengo, no Maracanã, pelo jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil. A confusão, que teve uma briga entre organizadas do clube, terminou com quatro feridos.


+ Flamengo x Atlético-MG: prováveis times, desfalques e onde assistir

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, dois ônibus foram interceptados pela corporação e por policiais do Batalhão Especial de Policiamento de Estádios do Rio (Bepe) na BR-040, em Petrópolis. Uma das pistas da rodovia ficou interditada durante a abordagem policial.

Ainda de acordo com a PRF, um facão foi encontrado em um dos carros que acompanhava o comboio de torcedores. Cinco pessoas foram presas e os ônibus foram parados para averiguação.

Em nota enviada à imprensa, a PRF afirmou que o homem que portava o facão vai responder por "promover tumulto, praticar ou incitar a violência, ou invadir local restrito aos competidores em eventos esportivos", previsto no artigo 41-B do Estatuto do Torcedor.

Um vídeo divulgado pelo canal 'Fala, Galo', que circula nas redes sociais, denunciou que os torcedores foram recebidos de forma truculenta pelos policiais do RJ.

- Nós viemos aqui de boa, o pau comendo a viagem inteira. Tudo que podia ser feito pela polícia de Minas foi perfeito, foi bacana. Nós estamos aqui em Petrópolis e, do nada, sabe o que aleatoriamente do nada? A PM do Rio (Bepe) fez isso aqui com a gente. Jogou gás de pimenta, gás lacrimogênio. Nós estamos aqui parados...", diz o torcedor no vídeo antes de ser abordado por um militar.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos