Torcedor do São Paulo nega racismo e diz que fez gesto de força no Morumbi

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O torcedor são-paulino acusado de fazer um gesto racista nas arquibancadas do Morumbi, na partida contra o Fluminense, que aconteceu no último domingo (17), se pronunciou sobre o caso.

Em vídeo enviado por seus advogados ao UOL Esporte, Ricardo Pereira Fernandes afirma que em nenhum momento imitou um macaco, mas sim fez um gesto de força para um torcedor do clube carioca.

"O momento em que fui filmado foi um gesto de força. Em momento nenhum eu imitei um macaco, em momento nenhum eu pulei ou fiz gesto de banana. Fiz um gesto para um outro torcedor do Fluminense porque ele era fortão, bombadão e falei: 'você vai explodir'. Em momento nenhum tive intenção de fazer um gesto racista. Minha ex-namorada é negra. Fui com um negro para o estádio, um dos meus melhores amigos, que conheço há 30 anos. Principalmente, estava com a camiseta do Leônidas da Silva, o diamante negro, um dos maiores ídolos da história do São Paulo negro", afirma Fernandes no vídeo.

"Repudio totalmente a palavra racista. Foi muito difícil compactuar com essa situação porque nunca recebi uma pressão tão grande na minha vida. Me taxarem como criminoso é horrível sou trabalhador pai de família, tenho minha filha e sempre procurei o caminho correto", acrescentou.

No último domingo (17), um torcedor do Flu utilizou suas redes sociais para denunciar o suposto caso de racismo vindo de um são-paulino, quando as equipes empataram em 2 a 2, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Em seu Twitter, um homem com o nome de perfil "Brandão Fluminense" postou um vídeo do torcedor do São Paulo imitando o que foi entendido como um macaco em uma das arquibancadas do estádio.

"Hoje 17/07/22, fui no Morumbi assistir o jogo com uns amigos e infelizmente fui vítima de racismo pelo um torcedor do São Paulo. Não quero nada com esse vídeo, até porque sei a importância que eu tenho. Mas isso tem que acabar. RACISMO É CRIME E INFELIZMENTE AINDA EXISTE", escreveu.

A Polícia registrou um boletim de ocorrência sobre o caso e estava tentando encontrar o acusado por reconhecimento facial.

Na segunda-feira (18), um torcedor da Young Flu, torcida organizada do clube carioca, afirmou que o torcedor adversário estava, na verdade, imitando uma pessoa obesa.

"Eu estava lá no jogo ontem, e nessa hora, eu estava no cordão e assisti tudo. Eu acho que de todos os integrantes da torcida do Fluminense, eu fui o que passou mais tempo discutindo com o torcedor", iniciou o torcedor do Fluminense que se chama Renan.

"Ele fez assim [Renan coloca as mãos sob a blusa] para forçar a barriga e depois colocou por baixo da camisa, fazendo alusão ao peso dele. Falo isso com convicção porque ele fez isso mais de uma vez", completou.

A reportagem entrou em contato com a Polícia para saber os próximos passos da investigação, mas até o momento não recebeu resposta.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos