Tiquinho Soares é participativo em estreia pelo Botafogo mesmo sem gol

Tiquinho vem se destacando no Glorioso (Foto: Vítor Silva/Botafogo)


A primeira impressão foi animadora. Tiquinho Soares foi participativo na estreia pelo Botafogo e foi um dos jogadores mais acionados na vitória por 3 a 1 sobre o Fortaleza, neste domingo, em jogo da 25ª rodada do Brasileirão, na Arena Castelão.

+ Rafael, do Botafogo, afirma que deve passar por cirurgia após lesão na face

O camisa 9 atuou por pouco mais de 80 minutos, tendo sendo substituído aos 33 do segundo tempo. O atacante pode não ter balançado as redes, mas mostrou serviço de outras formas, ajudando no suporte de jogo no setor ofensivo e dando opção de passes aos companheiros. Além disso, passou perto de marcar com um chute de fora da área defendido por Fernando Miguel.

- O Tiquinho era um alvo nosso. Queríamos algo diferente para a equipe, um jogador que ligasse bem o último terço, não que se despedisse da equipe no último terço. A contratação foi dentro dessa ideia de jogo que eu tenho, que é o nosso 9 pivotear à frente para poder servir os outros, servir quem está chegando, servir para o jogo aéreo muito forte, ajudar na marcação no primeiro poste quando temos cobranças contra nós. É um jogador que, embora estando no início do caminho do Botafogo, espero que tenha muito sucesso, assim como Junior (Santos) e Matheus Nascimento. Gostei dele como gostei dos outros, fez o que tinha que fazer. Dar os parabéns à equipe, mas individualmente eles já sabem o que eu penso, são contratados para fazer o que têm que fazer - analisou Luís Castro, em entrevista coletiva após a partida.

Tiquinho contribuiu com seis finalizações - sendo quatro acertando o alvo do adversário, a maior quantidade de um atacante do Botafogo em um jogo do Brasileirão -, deu dois dribles, acertou 14 passes (88%), deu um lançamento, venceu 7 duelos no chão (50%), 5 duelos aéreos (55,5%), deu um corte e fez um desarme. Os dados são do "Sofascore".

+ Gatito Fernández volta a defender pênalti pelo Botafogo após 928 dias

Para efeito de comparação, Tiquinho já igualou o jogo que Erison, então atacante titular do Botafogo, acertou mais passes no Brasileirão. No empate contra o América-MG no primeiro turno, 'El Toro', acertou 14 vezes, mas em 19 tentativas, totalizando 79% de acerto - um número pior que o do novo camisa 9.

Os dados trazem contextos de jogos e cenários diferentes, mas servem para elucidar que o time pode ganhar uma nova característica a partir do estilo de jogo de Tiquinho, que é um atacante que não gosta de ficar preso dentro da área.

Contra o Fortaleza, o camisa 9 ocupou a faixa esquerda com frequência, sempre tentando partir para o meio em movimento diagonal e, assim, tentar abrir para o chute com o pé direito. Ele conseguiu esta movimentação duas vezes: uma desviou em Zé Welison para escanteio e a outra foi defendida por Fernando Miguel.

+ Paralisia de Bell: saiba o que é o distúrbio facial que faz Patrick de Paula desfalcar o Botafogo

A tendência é que o tempo de jogo de Tiquinho aumente de forma exponencial. O Botafogo volta aos gramados às 11h do próximo domingo para enfrentar o América-MG no Estádio Nilton Santos.