Tiquinho Soares é 'luz no fim do túnel' para ataque do Botafogo engrenar


A equipe do Botafogo tem tido uma relação conturbada com o gol. O time comandado por Luís Castro tem o quarto pior ataque do Campeonato Brasileiro, mas conta com uma "luz no fim do túnel" para tentar resolver este problema: Tiquinho Soares.

+ Tiquinho Soares mostra faro de gol em treino do Botafogo

O atacante é considerado como a principal contratação do Glorioso na última janela. Ele chegou com uma lesão muscular após se machucar no último jogo que fez pelo Olympiacos-GRE, mas a estreia está perto: o camisa 9 fez o primeiro treino com o grupo e deve jogar contra o Fortaleza, no próximo domingo.

A responsabilidade é grande: Tiquinho tem a missão de ser o líder técnico do sistema ofensivo do Glorioso. O clube, vale lembrar, emprestou Erison, então artilheiro da equipe na temporada, para o Estoril-POR.

O Botafogo tem 22 gols marcados em 24 jogos de Brasileirão - média de 0,91 por partida. O Alvinegro só fica à frente de América-MG, Juventude e Cuiabá no quesito - destes, apenas o Coelho não está na zona de rebaixamento.

+ Patrick de Paula 'some' no Botafogo e completa um mês sem jogar

Destes jogos, o Alvinegro ficou em branco no placar em 10 - o que representa 41,6%. O fato que chama a atenção é que metade desses duelos vieram desde a derrota para o Atlético-MG, no dia 17 de julho. Ou seja, a "crise dos gols" é algo recente na equipe.

Tiquinho Soares, de qualquer forma, chega justamente para tentar dar um fim ao marasmo do Botafogo para com as redes. Além dele, Luís Castro também conta com Júnior Santos e Matheus Nascimento para o setor.