Times da Premier League limitarão gesto contra racismo a jogos significativos

Jogadores de Arsenal e Everton fazem gesto contra o racismo antes de partida da Premier League

(Reuters) - As equipes da Premier League limitarão o gesto antirracismo pré-jogo de se ajoelhar no gramado a apenas algumas partidas significativas da nova temporada, informou a liga inglesa na terça-feira.

A causa "Black Lives Matter" foi adotada pelos clubes da Premier League em 2020 após a morte de George Floyd, um homem negro que morreu sob custódia policial em Mineápolis, nos Estados Unidos, em maio daquele ano.

Os clubes da Premier League usavam o logotipo "Black Lives Matter" em suas camisas antes de o substituírem por "No Room for Racism".

O debate sobre se os jogadores deveriam continuar se ajoelhando antes dos jogos dividiu a opinião em todo o esporte, com alguns analistas dizendo que o gesto, realizado pela primeira vez pelo jogador de futebol americano Colin Kaepernick em 2016, corria o risco de perder a importância.

Os capitães dos clubes da Premier League reafirmaram seu compromisso de combater o racismo e todas as formas de discriminação, mas disseram que os jogadores decidiram usar momentos específicos durante a próxima campanha, que começa na sexta-feira, para se ajoelhar.

"Decidimos selecionar momentos significativos para nos ajoelhar durante a temporada para destacar nossa unidade contra todas as formas de racismo e, ao fazê-lo, continuamos a mostrar solidariedade por uma causa comum", disseram os capitães da Premier League em comunicado.

“Continuamos resolutamente comprometidos em erradicar o preconceito racial e em criar uma sociedade inclusiva com respeito e oportunidades iguais para todos.”

(Reportagem de Shrivathsa Sridhar, em Bengaluru)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos