Time ideal do Corinthians para a final da Copa do Brasil começa a ganhar corpo

Empate contra o Coritiba pode ter sido último passo de VP no Corinthians (Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians)


O time titular do Corinthians na vitória por 2 a 1 sobre o Atlético-GO, na última quarta-feira (28), pelo Campeonato Brasileiro, não deve ter muitas alterações para o jogo de ida da final da Copa do Brasil, contra o Flamengo, no próximo dia 12 de outubro.

+ Manto do Corinthians: veja os modelos finalistas para quarta camisa do Timão em 2023

As duas principais incógnitas são: o titular da ponta direita e a condição física de Maycon.

No primeiro caso, Gustavo Mosquito tem ganhado força, principalmente por conta do papel tático defensivo que faz na beirada do campo. Adson ficou para trás na disputa, já que a característica dele é fechar mais pelo meio. A possibilidade de colocar Giuliano aberto pela ponta nem passa pela cabeça de Vítor Periera, conforme informações obtidas pelo LANCE!. Neste momento, o meia é visto como o reserva imediato de Renato Augusto no elenco corintiano.

Já em relação ao Maycon, o fato dele ainda não ter apresentado condições de jogo, principalmente por conta da falta de ritmo, preocupa a comissão técnica, que sabe que Du Queiroz não está em boa fase, mas tem no garoto uma confiança grande em relação ao potencial de entrega dos papéis indicados para ele fazer. Ainda assim, o estafe e até o próprio Vítor sabem que pode ter mais qualidade técnica com Maycon.

+ Confira a tabela da Copa do Brasil e simule o placar das decisões

Outra questão que coloca o primeiro setor de meio-campo como ainda um ponto de interrogação corintiano para a decisão da Copa do Brasil é a falta de entrosamento de Maycon com Fausto Vera, já que o camisa 5 fraturou o segundo dedo do pé esquerdo no período em que o volante argentino iniciava a sua trajetória com a camisa corintiana.

Com tudo isso, o time titular corintiano para final da Copa do Brasil só será definido, de fato, às vésperas dos confrontos.

- Quando chegar a essa altura os jogadores que eu senti que foram melhor são os que vão jogar. Eu não posso ter uma previsão se vou jogar com A no lugar do B, ou B no lugar do A. Tenho que ter uma visão de quem está mais forte e de quem precisamos nesse jogo - destacou Vítor Pereira na entrevista coletiva após o triunfo sobre o Dragão.

De todo modo, dificilmente todos os atletas que o treinador têm de mulher jogarão juntos até lá, justamente para serem preservados para a decisão. Três jogos separam o primeiro confronto, que será em Itaquera.

- Se eu mantiver nos jogos que faltam até lá a equipe teoricamente titular eles vão chegar mortos ao jogo e sem capacidade de responder contra o Flamengo. Vou tentar fazer uma gestão que não seja radical, que me permita ser competitivo, mas seja cuidadoso. Para não chegar ao jogo do Flamengo sem capacidade alguma. Não há milagres assim. Campo pesado, chove durante todo o dia e toda noite, campo pesado. Se não cuidar vou ter lesão e sobrecarga que vão me refletir nos jogos.

As partidas que o Timão terá antes do início da decisão da Copa do Brasil serão contra: Cuiabá, Juventude e Athletico-PR, sendo apenas contra o Ju fora de casa. A primeira delas acontece neste sábado (1º), contra o Dourado, em Itaquera.