Thomas Tuchel se pronuncia pela primeira vez após demissão e se despede do Chelsea

Thomas Tuchel está livre no mercado e pode ser opção para o Bayern de Munique (Foto: DENIS LOVROVIC / AFP)


Demitido do comando do Chelsea na última quarta-feira, o técnico Thomas Tuchel se manifestou pela primeira vez desde a decisão do clube. Neste domingo, pelas redes sociais, o alemão afirmou estar "devastado", mas aproveitou para agradecer durante o tempo que ficou no Stamford Bridge.


- Esta é uma das declarações mais difíceis que já tive que escrever - e é uma que eu esperava não precisar fazer por muitos anos. Estou devastado que meu tempo no Chelsea tenha chegado ao fim. Este é um clube onde me senti em casa, tanto profissionalmente como pessoalmente. Muito obrigado a todos os funcionários, jogadores e torcedores por me fazerem sentir muito bem-vindo desde o início - disse Tuchel, que completou:

- O orgulho e a alegria que senti por ajudar o time a vencer a Champions League e o Mundial de Clubes ficarão comigo para sempre. Sinto-me honrado por ter feito parte da história deste clube, e as memórias dos últimos 19 meses terão sempre um lugar especial no meu coração - finalizou.

+ Veja a tabela e os jogos da Premier League

Tuchel deixou os Blues de Londres após a derrota sofrida para o Dínamo Zagreb, na terça-feira, na estreia da Champions League. O treinador alemão teve problemas de relacionamento com Todd Boehly, novo dono do Chelsea, o que pesou na decisão.

+ Quem ficou mais perto ou mais longe da Copa após a lista de Tite

Para o lugar do treinador, o Chelsea agiu rápido e contrato Graham Potter, que estava no Brighton. A estreia do novo comandante será na próxima quarta-feira, contra o RB Salzburg, pela Champions League.