Terceira camisa do São Paulo fracassa em vendas... por culpa da Adidas

São Paulo usou a terceira camisa na vitória por 3 a 0 em cima do Red Bull Bragantino (Rubens Chiri/São Paulo) (Rubens Chiri/São Paulo)

Apesar do enorme sucesso de crítica, a terceira camisa do São Paulo só vendeu, até o momento, pouco mais de três mil unidades. E lá se vai mais de um mês desde seu lançamento. O culpado pelo fracasso de vendas: a Adidas, que não fez qualquer reposição do primeiro lote vendido em apenas um fim de semana.

A falha da Adidas repercutiu muito mal dentro e fora do São Paulo. Externamente, entre torcedores, o clima foi de revolta. Afinal, alguns milhares de são-paulinos queriam comprar o modelo inspirado na conquista do primeiro Mundial de Clubes, em 1992.

Já no Morumbi, a sensação é de desapontamento total. Por não atender à torcida e desperdiçar muitos milhões de reais. É que, sem as vendas, o Tricolor deixa de embolsar os royalties. A primeira remessa das camisas, vendida a R$ 299,00, movimentou cerca de R$ 1 milhão.