Técnico da Arábia Saudita provocou time: 'Querem tirar foto com Messi?'

Hervé Renard, técnico da Arábia Saudita, na partida contra Argentina. Foto: Florencia Tan Jun/PxImages/Icon Sportswire via Getty Images
Hervé Renard, técnico da Arábia Saudita, na partida contra Argentina. Foto: Florencia Tan Jun/PxImages/Icon Sportswire via Getty Images

São vários fatores que justificam a vitória de virada de 2 a 1 da Arábia Saudita diante da Argentina pela primeira rodada do Grupo C da Copa do Mundo. Nesse sentido, sem dúvida o que revigorou os jogadores saudistas foi o discurso de Hervé Renard, que viralizou nas redes sociais.

“É esta a pressão que fazem? Ou por acaso querem tirar uma foto com o Messi? Ele pede a bola e vocês ficam quietos. Têm de o empurrar e pressioná-lo”, gritou o francês Renard ao lado de um tradutor, que passou imediatamente essa mensagem para os jogadores no vestiário.

Leia também:

É o tipo de bronca que fez efeito para esse triunfo e que rendeu alta aceitação da sua torcida no Twitter. “A Copa do Mundo está no horizonte”. “Estamos orgulhosos desse desempenho viril e do espírito que nossos heróis mostraram contra as seleções internacionais mais fortes”. “O maior treinador do século, devemos renovar com ele por mais 10 anos”. Algumas manifestações dos adeptos orientais no Twitter.

Basta a Arábia Saudita repetir a vitória contra Polônia para confirmar a sua disputa nas oitavas de final do Mundial do Catar. Caso aconteça um empate, aí dependerá de uma combinação de resultados e tudo será decidido na terceira rodada sobre o México.

A campanha por si só traz visibilidade tanto para os sauditas quanto ao Hervé, ou seja, figuravam como azarões antes da Copa. A aposta de resultado que dominou era triunfo fácil dos Hermanos em cima da Arábia Saudita. Renard é o técnico que até então era desconhecido em boa parte do mundo.

CONTINUIDADE

Hervé Renard desfruta de prestígio na Arábia Saudita e a prova é que renovou o seu contrato com a Seleção até 2027. O comandante francês também criou relação de amizade com príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohamed bin Salman.